3 óleos essenciais detonadores de celulite

Lipodistrofia ginóide é o nome científico desses furinhos na pele, que deixam uma textura de casca de laranja. Celulite é uma coisa chata, né? E incomoda mais ainda no verão, quando a gente mostra mais o corpo.

Pois esse é mais um problema que a aromaterapia pode te ajudar a resolver. Hoje vamos te apresentar três óleos essenciais ótimos para minimizar a aparência da celulite. Mas primeiro vamos entender como ela se forma e quais são os mecanismos necessários para tratá-la.

Como se forma a celulite

Mesmo após muito estudo científico acerca da celulite, ainda não se chegou a um consenso sobre o motivo de ela se formar. Mas as duas principais teorias são:

  • A primeira a descreve como sendo um edema crônico no tecido conjuntivo. Ou seja, um inchaço que persiste por muito tempo, que resulta em fibrose desse tecido. A fibrose seria um reação natural do corpo, querendo promover a cicatrização. Porém essas fibras repuxam a pele para baixo em alguns pontos, e isso dá a aparência dos furinhos característicos da celulite.

  • A outra teoria é baseada em alterações no sistema circulatório. Com o aumento de peso, as células de gordura (adipócitos) incham, e isso leva à compressão de veias e vasos linfáticos. Essas alterações levam à formação de edemas, que aqui seriam um efeito, e não mais o causador, como na versão anterior.

Fato é que o aumento das células adiposas, a falta de circulação correta do sangue e da linfa e a fibrose de certos tecidos levam ao surgimento da celulite na pele.

Como tratar a celulite

Agora que vimos como ela se forma é mais fácil de entender os métodos possíveis de combate à celulite. Existe hoje uma infinidade de tratamentos cosméticos com massagens, aplicações tópicas, aplicações subcutâneas, laser, etc. A maior parte deles se baseia em pelo menos um desses mecanismos de ação:

  • Aumento do fluxo de sangue local, que ajuda na eliminação da linfa e reabsorção dos edemas.

  • Lipólise, ou seja, a emulsificação das células de gordura.

  • Reestruturação e fortalecimento das camadas da pele e do tecido de gordura presente, impedindo a formação da celulite.

Óleos essenciais para tratar celulite

De acordo com esses mecanismos de tratamento, separamos alguns óleos essenciais que ajudam, e muito, a reconquistar aquela pele lisinha. Anota aí:

1- Canela

O óleo essencial de canela é termogênico, aquece (muito) a região onde é aplicado. Com isso atua na emulsificação de gordura.

O aquecimento que ele promove também provoca o aumento da circulação de sangue, que ajuda a remover toxinas acumuladas entre os tecidos. O óleo de canela também acelera o metabolismo e tem a capacidade de reforçar o tecido conjuntivo, reconstruindo a pele e eliminando a celulite ao longo do tratamento.

ATENÇÃO: Esse óleo essencial pode irritar a pele e deve sempre ser muito diluído e testado antes do primeiro uso. Não deve ser usado por gestantes, hipertensos e epiléticos.

2- Erva doce

Esse óleo essencial tem um forte poder diurético, que promove a eliminação de líquidos retidos e, com isso, diminui os inchaços crônicos causados pela celulite. Com isso também elimina muitas toxinas do corpo, causando um efeito detox. O óleo essencial de erva doce também emulsifica gordura, que é a grande chave para a diminuição da aparência de casca de laranja. Além disso ele também possui propriedades levemente laxantes, que auxiliam quem tem intestino preguiçoso.

3- Limão siciliano

Todos os óleos essenciais cítricos auxiliam na redução das células de gordura – laranja, limão, grapefruit, tangerina, etc. Eles evitam a acumulação da linfa e ajudam na firmeza da pele.

Porém o óleo essencial de limão possui algumas características especiais. É um emulsificante de gordura muito potente, além de ser um ótimo diurético e depurativo do sangue, características que auxiliam na eliminação de líquidos e toxinas. Além de tudo isso ele é um ótimo cicatrizante, que irá atuar nas fibroses subcutâneas que falamos anteriormente, e assim diminuir a aparência da celulite.

ATENÇÃO: Todos os cítricos aplicados na pele não podem entrar em contato com o sol, pois causam queimaduras.


Como usar

100g de base – pode ser creme neutro, gel, sabonete ou óleo vegetal.

3 gotas de óleo essencial de canela

7 gotas de óleo essencial de erva doce

7 gotas de óleo essencial de grapefruit

10 gotas de óleo essencial de limão siciliano

Misture bem os ingredientes e aplique todos os dias nas regiões afetadas massageando com força, usando movimentos de drenagem linfática (procure dicas na internet). Utilize antes das atividades físicas ou à noite. Não se esqueça que essa preparação é fototóxica, então não utilize-a em contato com o sol.


Essa preparação é realmente muito potente, mas não é milagrosa. Beba bastante líquido e alie esse tratamento a uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. Com isso logo você verá a diferença.

Todos os óleos essenciais citados nesse texto e as bases para creme, gel, etc, você pode encontrar na nossa loja virtual. Clique na imagem de cada óleo essencial para ser redirecionado para a página de vendas.

Referências

Mecanismos de tratamento para celulite. Disponível em: <http://www.lineadermatologia.com.br> Acesso em 04/12/17.

DAVID, et al. Lipodistrofia ginoide: conceito, etiopatogenia e manejo nutricional. Rev Bras Nutr Clin. Vol. 26, n. 3.: 202-6. 2011.

Só cheirando o óleo essencial já funciona?

Só cheirando o óleo essencial já funciona?
Claro, a resposta é um imenso SIM! (senão nem haveria motivo para fazermos esse texto). Mas vamos nos aprofundar nesse assunto para mostrar cientificamente porque isso acontece.
Um cheiro pode mexer no nosso estado mental, nas emoções, atitudes e até no físico, nos deixando mais magras, com a pele mais bonita. É fato, cheirar um óleo essencial (OE) pode influenciar física, mental e emocionalmente.
Primeiro vamos ver como é constituído um OE. A composição química de um óleo essencial

Cada OE é formado por várias moléculas diferentes. O óleo de rosas, por exemplo, chega a ter mais de 400 componentes. E cada tipo de molécula é um princípio ativo, age de forma particular.
Os OEs, principalmente os extraídos por destilação, são formados por moléculas pequenas, que se volatilizam facilmente, e se misturam ao ar no entorno do frasco ou do lugar onde o líquido foi aplicado. O fato de sentirmos tão fortemente o cheiro de um OE significa que grande parte dele está volatilizada, e capturamos as moléculas livres com o nosso nariz no momento da inspiração.
Isso significa que sempre que sentimos qualquer cheiro é sinal de que há determinadas moléculas livres no ambiente que chegaram até o nosso nariz. Quando inalamos um OE não é diferente, suas moléculas, muitíssimo pequenas, penetram diretamente numa parte muito especial do nosso cérebro, que influencia nossas sensações e atitudes: O sistema límbico.
Como que um aroma pode mexer com o físico, o mental e o emocional?
O sistema límbico é responsável por coisas incríveis: Regula os sentimentos, as emoções, a memória, a aprendizagem e a energia física, entre muitas outras. Ele se localiza bem atrás do nosso sistema olfativo, e é sensível aos aromas.
Ao absorver as moléculas de OE o sistema límbico responde imediatamente: cria e dispara neurotransmissores, que são informações que o resto do corpo assimila. Então dependendo do OE inalado, o sistema límbico desenvolve respostas distintas e transmite ao corpo sensações como o relaxamento, felicidade, euforia, entre inúmeras outras.
Como esse sistema é responsável pelas emoções, ele pode ativar também mudanças de atitude. Por exemplo, uma pessoa que sofre com compulsão alimentar, ao fazer um tratamento com OE de bergamota, pode ficar mais calma, mais segura de si, menos ansiosa, e então ela percebe que não precisa mais usar a comida como válvula de escape para questões psicológicas. Assim se livra do vício de comer compulsivamente e acaba emagrecendo.

 

Aromaterapia por inalação

Existem várias técnicas usadas pela aromaterapia para fazer com que o indivíduo tenha contato com os OEs. Eles entram no nosso corpo através de absorção pela pele (em cremes, pomadas, sabonetes, massagens, etc), ou por inalação, que é o método que estamos ajudando a esclarecer hoje.
Ao longo de anos de estudo sobre efeitos da aromaterapia por inalação, e através de registros clínicos, já foram mapeados óleos essenciais para aplicação em inúmeros casos específicos. Eles são capazes de alterar a percepção da dor crônica, melhorar a pele, acabar com o mau humor, aumentar a concentração, controlar estresse, tornar a pessoa mais afetiva, mais aberta para o mundo, tratar doenças internas… mil coisas. E sim, só
cheirando.

Veja a seguir como fazer e algumas sugestões de tratamentos com OEs.

Como usar OEs por inalação Os OEs trabalham de forma imediata. Em 20 minutos, por exemplo, já ajudam a trazer foco para um dia de pensamentos bagunçados. Mas se o problema a ser tratado é mais profundo, quando se espera mudanças de pensamento, resolução de questões psicológicas, entre outros, o tratamento deve ser contínuo e durar mais tempo. Nesse caso é necessário entrar em contato com o OE indicado todos os dias por um período de 45 dias a 3 meses, até perceber que as mudanças estão acontecendo.


Usando difusor ambiental
Coloque água no difusor conforme as indicações do fabricante e adicione 4 gotas do OE escolhido. Ligue o aparelho e mantenha-se no ambiente por pelo
menos uma hora para aproveitar os benefícios do OE.


Usando difusor pessoal
Pela manhã, pingue uma gota do OE escolhido no difusor pessoal. Colocar um pouquinho de algodão para fixar o óleo e evitar vazamento é opcional. Use o colar durante todo o dia.


Usando inalador
Pingue uma gota de OE no algodãozinho dentro do inalador, feche e deixe em um local de fácil acesso (sua mesa de trabalho, na bolsa, etc.). A ideia é que várias vezes por dia você acabe olhando para ele e sempre lembre de inalar. Aproxime de cada narina e inspire profundamente. Reforce com uma gota de OE todos os dias. Ao mudar de OE no tratamento, troque o algodão de dentro
do inalador.


Algumas sugestões
Pratique a inalação desses OEs por algum tempo para obter resultados relevantes.
• Ansiedade: OE de ylang ylang
• Depressão: OE de laranja
• Estresse: OE de lemongrass
• Foco e concentração: OE de limão siciliano.

Referências
SILVA, M. J. P.; LEÃO, E. R. Práticas complementares no alívio da dor. In: LEÃO, E. R.;
CHAVES, L. D. Dor, 5º sinal vital: refexões e intervenções de enfermagem. Curitiba, p.
121-133, 2004.

Óleo de rícino: 12 Motivos para tê-lo na necessaire.

Se você conhece o óleo de rícino provavelmente já ouviu falar dos benefícios que ele pode nos trazer. Seja na pele, cabelo, unha, em massagens, cremes, maquiagem, ele é eficiente e ajuda muito! Por esses e outros motivos agora ele faz parte da família Harmonie, e você pode encontrá-lo aqui.

Conhecido também como óleo de mamona ou internacionalmente como Castor Oil, é extraído das sementes da planta Ricinus communis e é muito produzido no Brasil. Esse óleo é assim especial por ser muito rico em ácido ricinoleico, uma molécula superpoderosa que só ele tem.

O óleo de rícino é empregado em vários usos, de laxante a matéria-prima para próteses ósseas. Para a nossa saúde e beleza, ele possui muitas propriedades como veremos a seguir.

Confira agora os motivos pra você ter o óleo de rícino sempre à mão:

Unhas & fios

1) Hidratação e umectação dos fios

O óleo de rícino é rico em ômega 6 e 9, que junto com outros ácidos graxos formam uma película nos fios, responsável pela umectação. Isso também impede a perda de água para o ambiente, mantendo os fios hidratados até as pontas.

2) Fortalecimento do couro cabeludo

Com a aplicação do óleo, os fios ganham mais volume. Isso porque o óleo de rícino estimula o couro cabeludo e os folículos pilosos, fazendo uma verdadeira faxina que impulsiona e fortalece os cabelos.

3) Sobrancelhas e cílios com fios mais grossos

O óleo de rícino ajuda a tornar os fios mais vistosos, com a aparência de serem mais grossos e mais numerosos, além mantê-los fortes e saudáveis.

4) Barba e bigode

Esse óleo maravilhoso atua na barba e no bigode estimulando o crescimento de pelos mais fortes e grossos. Ótimo para quem quer exibir uma barba de respeito.

5) Unhas lindas e cutículas eficientes

As cutículas funcionam como uma barreira de proteção para as unhas, auxiliando no crescimento e formação delas. Manter as cutículas bem hidratadas com óleo de rícino faz com que elas desempenhem bem o seu papel e permite que as unhas cresçam fortes e saudáveis. E ainda com o bônus de fortalecer unhas quebradiças e trazer um brilho extra.

Pele

6) Hidratação profunda da pele

A textura viscosa juntamente com a composição de ácidos graxos do óleo de rícino são fatores que o tornam extremamente hidratante. Por isso ele está presente na formulação de vários cremes, pomadas e loções.

Camadas finas do óleo são bem absorvidas pela pele em poucos minutos. Mas pode-se também adicionar um pouco do óleo ao creme hidratante para evitar o efeito melado. Ou você pode fazer seu próprio creme com óleo de rícino (veja como ao final do texto).

7) Tratamento para pele ressecada ou envelhecida

O óleo de rícino mantém a pele hidratada pois forma uma camada sobre ela, que impede a perda de água e nutrientes. Com isso a pele fica mais forte e viçosa, com menos rugas e marcas de idade.

8) Poder cicatrizante potente

Esse óleo mágico contem grandes quantidades de vitamina E, um cicatrizante muito eficiente para cortes, machucados e feridas. E como ele promove umectação do tecido, faz com que se forme o ambiente ideal para cicatrização.

9) Combate estrias

Também por seu poder cicatrizante, ele pode auxiliar no tratamento de estrias recentes (aquelas com aspecto avermelhado).

10) Queimaduras solares

Por ser muito hidratante e também por sua capacidade de cicatrização, o óleo de rícino é ótimo para ser usado no pós-sol, quando a gente dá aquela exagerada no tempo de exposição solar. Como normalmente aplicamos em áreas maiores da pele, vale misturar a um creme neutro para evitar o efeito melado.

Por dentro do corpo

11) Alívio de dores musculares

O óleo de rícino é considerado um óleo quente que promove a circulação de fluidos no corpo. Por isso é ótimo para ser usado em massagem e ajuda a aliviar dores musculares como aquelas do dia seguinte ao treino novo na academia.

12) Alívio de artrite e outras “ites” – movimentação da linfa

Além de tudo que falamos até agora, o óleo de rícino também tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. Essas propriedades se concentram no ácido ricinoleico, que é seu principal componente, constitui cerca de 90% do óleo de rícino.

O sistema linfático é responsável por eliminar do nosso corpo resíduos que não nos servem mais. E problemas na linfa estão diretamente ligados com a artrite, por exemplo, que culmina na deposição desses resíduos, impedindo-os de serem eliminados e causando dor e inflamando as articulações.

As propriedades do óleo de rícino fazem com que ele atue fortemente no sistema linfático, descongestionando esses canais e permitindo que a linfa se mova livremente.

Como usar:

Nos cabelos – 5mL de óleo em 100mL de condicionador ou creme capilar neutro. Aplique durante o banho, deixando por cerca de um minuto. Em seguida retire-o, evitando deixar resíduos.

Nos cílios e sobrancelhas – Adquira uma embalagem de máscara de cílios, e coloque o óleo de rícino. Aplique ele como se fosse a máscara, uma vez ao dia, e em pouco tempo você terá fios mais fortes e vistosos.

Nas unhas e cutículas – aplique uma gota do óleo de rícino em cada unha e massageie.

Na pele10mL de óleo em 100mL de creme neutro. Aplique de forma abundante nas regiões a serem tratadas. Ou faça o seu próprio creme usando o óleo de rícino.

Em massagem – Esse óleo é ótimo transportador para óleos essenciais. Adicione 6 gotas de óleo essencial de camomila romana ou óleo de hortelã-pimenta em 30mL do óleo de rícino. Isso trará alívio para as dores e relaxamento.

CUIDADO! Você já deve ter ouvido falar do poder laxante do óleo de rícino. Então, a menos que esse seja o seu objetivo, não ingira esse óleo.

Convencida das maravilhas que o óleo de rícino pode te trazer?

Agora imagine que você consegue fazer seu próprio creme hidratante usando como base o óleo de rícino. Ou um condicionador para os cabelos. Um lápis para as suas sobrancelhas, de repente, cheio dos benefícios desse óleo, feito por você e só com ingredientes que você conhece.

Pois é possível. Logo abriremos as inscrições para novas turmas dos cursos de Maquiagem EcoEssencial e de Cosmetologia Natural. Fique atenta!

Você agora encontra o óleo de rícino aqui na loja virtual da Harmonie.

Referências

FARIA, D. R. G. Uso de programação matemática na síntese de uma bioindústria de mamona. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos da Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2014.

IGNÁCIO, E. et al. Uso da poliuretana derivada do óleo de mamona para preencher defeitos ósseos diafisários segmentares do rádio. Revista Brasileira de Ortopedia; Outubro – 1997.

NAGBES, J. G. et al. Extraction and Characterization of Castor (Ricinus Communis) Seed Oil. The International Journal Of Engineering And Science. 2319 – 1813 ISSN(p): 2319 – 1805.

SALIMON, J. et al. Fatty Acid Composition and Physicochemical Properties of Malaysian Castor Bean Ricinus communis L. Seed Oil. Sains Malaysiana 39(5)(2010): 761–764.

SCHNEIDER, R. C. S. Extração, caracterização e transformação do óleo de rícino. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Química, UFRGS, 2012.

TAKANO et al. Inibição do desenvolvimento de fungos fitopatogênicos por detergente derivado de óleo da mamona (Ricinus communis). Ciência Rural, v.37, n.5, set-out, 2007.

VIEIRA, S. et al. Effect of ricinoleic acid in acute and subchronic experimental models of inflammation. Mediators of Inflammation, vol. 9, no. 5, pp. 223–228, 2000.

Outubro rosa – Aromaterapia para a superação do câncer de mama

O câncer de mama chega, dilacera a alma, martiriza o corpo. Traz desespero, angústia, medo, raiva.

Mas depois que terapia, cirurgia, orações e poções fazem efeito, depois que passa o choque, o corpo começa a se recuperar. Na alma um vazio dolorido que também precisa se recompor. É necessário juntar os pedacinhos de algo que se perdeu, readquirir a confiança no mundo, e mais do que isso, a confiança em si. Olhar para aquela imagem no espelho e conseguir se reconhecer, se sentir bonita, sentir amor por essa sua nova versão.

A superação

Nesse momento de renascimento, uma companhia valiosa: óleo essencial de ylang ylang. Aroma que vem de uma flor que emana amor. Toda forma de amor. Amor sexual, amor de mãe, e nesse momento, o amor que mais se precisa: o amor próprio, muito necessário para a superação do câncer de mama.

O ylang ylang traz o amor que completa, que revigora e fortalece. Que transforma aquela mulher que se via frágil em alguém que consegue levantar os olhos e encarar a nova vida. Foi difícil sim, não há razão lógica para ter acontecido justo com ela. Mas de repente surge a certeza de que ela encarou a doença como uma verdadeira guerreira. Lutou, venceu e está mais forte do que jamais esteve. E que foi necessário passar pela doença, perceber o quanto seu corpo era frágil, para que então o poder chegasse às suas mãos.

Empoderamento, autoestima, confiança, merecimento. O ylang ylang traz tudo isso. Ele é um bom amigo para se carregar no peito, literalmente, durante processo de superação.

Dica: use no difusor pessoal, uma gotinha por dia. 

 

Dia das crianças com brincadeira terapêutica: Massinha de modelar com óleos essenciais

Vamos fazer uma brincadeira diferente nesse dias das crianças? A ideia é incentivar os pequenos a colocarem a mão na massa, literalmente. Aqui eles irão misturar ingredientes e preparar massinha de modelar. E como a receita é aqui da Harmonie, claro que terá o toque terapêutico de óleos essenciais. As crianças irão preparar o próprio brinquedo e, quando brincarem, estarão em processo de tratamento natural.

A massinha leva ingredientes que temos em casa e não vai no fogo, por isso pode ser feita tranquilamente pelas crianças com supervisão. Participar do processo é muito estimulante para os pequenos: misturar matérias-primas simples e perceber que elas se transformam na massinha de modelar é como ensiná-los a fazer mágica.

A adição de óleos essenciais faz com que a brincadeira se torne terapêutica.

Veja algumas possibilidades:

Lemongrass: Reduz ansiedade e hiperatividade.

Lavanda: Tranquiliza e relaxa.

Vetiver: Traz concentração e presença.

Utilize outros óleos essenciais na massinha apenas se você realmente tiver certeza do que está fazendo, as crianças são muito sensíveis a eles. 

Após escolher os óleos ideais, vocês já podem começar a preparar a massinha.

Receita Massinha de Modelar

½ xícara de farinha de trigo

1 colher de chá de sal

2 colheres de sopa de água

2 colheres de chá de óleo vegetal

3 gotas de óleo essencial

algumas gotas de corante alimentício

Em um recipiente acrescente a farinha de trigo, o sal e a água, mexa bem. Acrescente o óleo vegetal e misture com as mãos até ficar homogêneo. Coloque por fim o corante e o óleo essencial que desejar. Está pronto!

Utilize um óleo vegetal de boa qualidade, prensado a frio, como o de semente de uva ou de rícino. Isso vai permitir maior durabilidade da massinha e também influenciará na textura final do produto, além de ser uma matéria-prima com mais nutrientes que estarão em contato com a pele da criança.

A massinha pode ser armazenada por até seis meses na geladeira.

E você, vai fazer? Já fez algo assim com as suas crianças? Como foi o processo? Conta pra gente, vamos dividir experiências.

Maquiagem natural: 5 motivos para começar a usar agora!

Nos últimos tempos várias marcas de cosméticos têm lançado suas linhas de maquiagem natural, mineral, vegan, cruelty free, ecológica… Normalmente elas são mais caras que as outras linhas, não encontramos para comprar em qualquer lugar, algumas vezes a aplicação não é tão fácil quando a das maquiagens convencionais. Mas então, por que consumi-las?

Elencamos cinco ótimos motivos para você adotar a make natural e deixar hoje mesmo de passar qualquer coisa no seu rostinho. Veja abaixo:

1) Pele mais saudável usando maquiagem.

As maquiagens naturais são feitas com matérias-primas que permitem que a pele respire. Isso mantém os poros mais abertos, o que evita o surgimento de cravos, espinhas e rosácea. O uso de bases naturais também diminui drasticamente o risco de alergias.

2) Nutrição direto da natureza para a sua pele.

Para a estabilização das fórmulas de maquiagens, para que ela espalhe bem na pele, e para que os pigmentos fiquem bem distribuídos, usa-se algo compatível tanto com a pele quanto com os pigmentos: gordura.

As maquiagens convencionais usam normalmente os derivados de petróleo como a vaselina e os silicones. Seu toque fica até legal na pele, há várias possibilidades de textura, mas não possuem benefício real. E ainda favorecem o entupimento dos poros.

Já as maquiagens naturais têm como base as manteigas e óleos vegetais. Eles possuem várias vitaminas que nutrem a pele e sua gordura, compatível com a pele, traz a umectação necessária. Tratam o nosso rosto enquanto ficamos bonitas.

3) Ativos naturais multipoderosos

Maquiagens naturais usam extratos vegetais e óleos essenciais (que são o supra sumo da planta). E com isso permitem vários tratamentos para a nossa pele. Muitos óleos essenciais possuem antioxidantes, que combatem radicais livres e deixam a pele jovem por mais tempo. Há OEs também que trabalham na síntese de colágeno, mantendo a elasticidade e hidratação. OEs também podem cuidar da acne, das alergias, das olheiras, das rugas… Nossa pele hidratada, saudável e jovem de forma natural.

4) Uso de pigmentos minerais.

Os pigmentos minerais ajudam a reduzir a oleosidade, doam micronutrientes para a pele e alguns deles ainda promovem a homeostase, isto é, ajudam a manter o equilíbrio de várias funções químicas como a temperatura e umectação. As cores são estáveis, não desbotam e se mantém ao longo do uso. Além disso eles não reagem com a pele, não penetram no corpo através da pele (se não forem reduzidas a nanopartículas) e, por serem muito estáveis, é raríssimo causarem alergias ou formarem outros compostos.

Com os pigmentos a gente consegue usar produtos 100% naturais, e com o bônus de serem ativos de rejuvenescimento e tratamento para a pele.

5) Cuidado com os animais.

Eles não tem nada a ver com o nosso amor por maquiagem, né? Então deixemos eles no seu lugar. Hoje há substitutos naturais para várias matérias-primas que antes eram obtidas somente de animais.

Sejamos veganas ou não, não precisamos hoje usar insumos provenientes de animais como a cera de abelha, a lanolina e os corantes vermelhos de cochonilha para que nossos rostinhos brilhem. Também não há necessidade de testar nosso produtos nos bichos. Sem crueldade então.

Veja um super resumo desses dados no infográfico:

Gostou das dicas? Você usa make natural? Faz diferença pra você? Divide com a gente.

Prosperidade: Conquiste-a com o óleo essencial de cardamomo

Hoje é dia de falar de cardamomo, óleo essencial que nos traz prosperidade. Essa vida próspera porém não acontece por mágica. O cardamomo muda nossa forma de ver as coisas e nos traz força para mudanças. Esse cenário sim, nos traz prosperidade. Não dá pra ficar esperando a prosperidade bater na porta, e o cardamomo nos torna ativos no processo de mudança. Vamos entender seus mecanismos?

Físico e mental

No plano físico o cardamomo trata muito bem dos problemas digestivos, amenizando cólicas estomacais, náuseas, azia, dores de estômago, flatulência e enjoos (inclusive os das grávidas). Também é expectorante e bastante usado em casos de bronquite.

No plano emocional esse óleo essencial ajuda na habilidade de concentração e nos faz perceber o estresse, digerir melhor as situações do dia, o que melhora o esgotamento nervoso, a apatia e a falta de ânimo para sair da cama e trabalhar.

Vibracional

Já no plano vibracional, adivinhe? Ele também trabalha a digestão. Nos ajuda a lidar melhor com as situações e nos traz clareza das bênçãos que recebemos. Com isso nos tornamos gratos e o universo conspira a nosso favor.

Quando conseguimos digerir melhor as situações que nos ocorrem e lidamos com os sentimentos que nos são despertados, passamos a perceber as possibilidades ao nosso redor. E essa digestão mais eficiente permite que nos sobre energia para lutar pelos sonhos e fazer acontecer as possibilidades que agora conseguimos perceber.

O Cardamomo estimula nosso terceiro chacra, o plexo solar, que está ligado às emoções e trata exatamente do que falamos acima. O plexo solar desequilibrado faz com que o corpo apresente problemas digestivos (físicos, emocionais e vibracionais), além de aflorar medo, raiva e ódio. Quando conseguimos harmonizá-lo, conquistamos autocontrole, poder pessoal e energia para novos desafios, que são os ingredientes básicos para a inauguração de uma nova etapa na vida: a prosperidade.

Conseguimos uma vida próspera por mérito próprio. Porque resolvemos nossos impedimentos internos e aproveitamos a energia extra para ir atrás da realização dos objetivos que nos trazem felicidade, dinheiro e melhora de vida em vários aspectos.

A fórmula da prosperidade que o cardamomo nos traz

No video a seguir, Daiana Petry fala dos benefícios do óleo essencial de cardamomo e dá a dica da melhor forma para usar esse aliado para uma vida próspera.

Na Harmonie você encontra o óleo essencial de cardamomo e vários modelos de difusores pessoais. Na loja física, em Florianópolis, ou on-line, nesse link

Se a aromaterapia também está te deixando apaixonada, deixe seus dados aqui para receber as últimas notícias da Harmonie, saber dos próximos cursos e receber descontos exclusivos. Em breve nosso curso de aromaterapia terá novidades quentinhas!

Quem se cadastrar aqui até dia 15/09 ganha um desconto exclusivo no óleo essencial de Cardamomo!


Perdendo cabelo? A aromaterapia pode ajudar

Vamos falar de alopécia, a perda de cabelos. Essa doença dermatológica é o terror dos homens, mas também atinge mulheres.

Existem cerca de dez tipos de alopécia, com as mais variadas causas, de alergia ao glúten ou à lactose (alérgica), até a alopécia ligada a reações medicamentosas. Porém os tipos mais comuns são a perda de cabelo rápida em uma área específica do corpo (areata) e a alopécia associada a desfunções do hormônio testosterona (androgenética), que também é hereditária.

A alopécia androgenética é a mais comum, e atinge os homens e sua maioria. Ela é causada por uma hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo. Isso leva ao afinamento progressivo dos fios até a obstrução do folículo piloso. É uma situação que atinge cerca de 5% das mulheres.

Porém a alopécia areata é mais discutida porque seu efeito muitas vezes assusta o paciente, que perde os fios em uma área concentrada do corpo, muitas vezes de maneira rápida. Suas causas não são totalmente conhecidas, e a perda de cabelo é o único sintoma da doença, não levando a outros problemas mais sérios.

Tratamentos encontrados hoje

Em uma visita ao dermatologista você descobre qual é o tipo de alopécia apresentada e recebe uma indicação de tratamento.

No caso alopécia androgenética usa-se, entre outros, um medicamento chamado Minoxidil. Outros tratamentos, com o uso de laser ou o implante capilar são indicados em casos mais avançados.

Já na alopécia areata, que é a inflamação do folículo piloso, são usados corticoides e o mesmo Minoxidil, além de tratamentos mais agressivos com sensibilizantes. Os tratamentos visam controlar a doença, reduzir as falhas e evitar que novas surjam. Eles estimulam o folículo a produzir cabelo novamente, e precisam continuar até que a doença desapareça.

O Minoxidil é um vasodilatador, ele melhora a circulação sanguínea na área aplicada, ou seja, no couro cabeludo. Isso faz com que a raiz do pelo fique mais saudável, prolongando a vida do folículo piloso. Porém, como estimula o crescimento de pelos em várias partes do corpo, seu uso não é indicado para mulheres.

Como os óleos essenciais podem ajudar?

De acordo com conhecimentos de gerações antigas, algumas plantas e, mais especificamente, seus óleos essenciais (OEs) são muito usados para a calvície e outros problemas ligados ao crescimento de cabelo. E hoje há estudos científicos que comprovam o que nossos ancestrais utilizavam.

O OE de alecrim é um desses conhecimentos, sempre presente em formulações de shampoo, com o intuito de evitar a queda, fortalecer, melhorar o aspecto geral dos fios. Encontramos duas pesquisas científicas que comprovam isso.

1) Pesquisa com alopécia androgenética ¹

O efeito de uma loção usando o OE de alecrim como princípio ativo foi comparado a uma loção com o conhecido medicamento Minoxidil.

Dos 100 participantes da pesquisa, a metade usou uma loção com cerca de 1% de OE de alecrim, aplicando duas vezes por dia. Enquanto a outra metade usou uma solução de Minoxidil a 2%, aplicando da mesma forma.

Após seis meses de tratamento os participantes foram examinados por dermatologistas e responderam a um questionário. O grupo do OE de alecrim teve resultados significantemente melhores: diminuição da queda de cabelo, aumento considerável no crescimento de novos fios e efeitos colaterais praticamente nulos.

Os estudiosos afirmam que o efeito causado pelo OE é similar ao do medicamento, aumenta a circulação sanguínea no folículo piloso. Mas o OE faz isso de uma maneira mais eficiente, relaxando os músculos, e ainda traz propriedades antioxidantes que auxiliam o processo.

2) Pesquisa com alopécia areata ²

Nessa pesquisa os participantes foram divididos em dois grupos: o primeiro usou uma mistura de óleos essenciais (alecrim entre eles) e óleos vegetais (jojoba e semente de uva), uma vez ao dia, massageando a área afetada. O outro grupo usou apenas os óleos vegetais na massagem diária.

Após sete meses de tratamento os participantes foram avaliados por dermatologistas e por comparação de fotos. O grupo que usou os OEs teve melhoras significativas em relação ao estado inicial e também em relação ao grupo controle, que usou somente os óleos vegetais. A conclusão dos pesquisadores é de que as evidências mostram que o método pode ser desenvolvido e há bons indícios de que o uso dele é uma alternativa viável aos medicamentos atuais de mercado.

Viram isso? O OE de Alecrim deu mais resultado do que o remédio usado normalmente para alopécia!

Como usar

Agora você já viu que realmente funciona, deve estar querendo saber como preparar uma formulação com esse OE tão eficiente, né?

Primeiro você escolhe a base:

  • Pode ser o shampoo neutro, e nesse caso você irá lavar os cabelos com ele, massageando suavemente a raiz e deixar agir por 5 minutos, e então lavar normalmente.
  • Ou você pode usar em forma de spray, que será um tônico mesmo. Você passa no couro cabeludo, fazendo uma leve massagem para potencializar a penetração e pronto. Você pode aplicar um tempo antes de ir pro chuveiro ou deixar agir durante todo o dia, porque não há necessidade de enxágue. Para esse spray você utiliza 10mL de álcool de cereais e 90mL de água destilada. Adiciona os OEs no álcool e depois junta a água.
Ingredientes:
  • 100 mL da base que você escolheu
  • 04 gotas de OE de Alecrim (estimular o crescimento)
  • 05 gotas de OE de Cedro (fortalecer o fio)
  • 07 gotas de OE de Ylang Ylang (para deixar o cabelo hidratado)
Atenção: Os óleos de alecrim e cedro são adstringentes. Então é fundamental hidratar o cabelo também, para que seu cabelo cresça saudável.
Atenção 2: O OE de alecrim pode aumentar a pressão, então se você já tem a pressão alta, mesmo que controlada, cuidado! Diminua ou elimine o alecrim da fórmula, opte por usar essa fórmula em shampoo, para que o OE não fique tanto tempo em contato, e se observe.

Agora uma super dica: Imagine fazer você mesmo o seu shampoo desde a base, e adicionar, além do alecrim, outros OEs para a saúde do seu cabelo, levando em conta as suas particularidades. Umas gotas de um certo OE se você tem cabelos oleosos, um outro se quer mais brilho, um para hidratar melhor as pontas, outro ainda para caspa, … seria fantástico, né?

Pois no nosso curso de cosmetologia natural você pode descobrir os benefícios de vários OEs assim incríveis, além de aprender a fazer as bases dos seus próprios produtos.

O curso de cosmetologia natural da Harmonie faz isso. Nós te ensinamos mais do que receitas. Você estuda os efeitos de cada OE e aprende a usá-los para resolver os seus problemas específicos. Conheça mais sobre o curso aqui no link


Referências:

1 Panahi, Y. Et al. Rosemary oil vs Minoxidil 2% for the treatment of androgenetic alopecia: A rondomized comparative trial. SKINmed Dermatology for the Clinician. Jan/2015. Vol.13; I.1.

2 Hay IC, Jamieson M, Ormerod AD. Randomized Trial of Aromatherapy: Successful Treatment for Alopecia Areata. Arch Dermatol. 1998;134(11):1349–1352. doi: 10.1001/archderm. 134.11.1349.

Pinho: O óleo essencial da libertação

Na postagem de hoje, como já disse o nome do texto, vamos te mostrar como age esse óleo essencial (OE) tão incrível que é o Pinho. Ele é um OE de libertação porque solta nossas amarras da autossabotagem.

Sabe aquela ideia que aparece às vezes, de que a gente não merece as coisas? Quando a gente se sente culpada por tudo que acontece? O OE de Pinho vai justamente nesse ponto. Ele é capaz de nos esclarecer tudo isso, desembaçar a nossa visão torta sobre algumas situações.

Como age o OE de Pinho

O Pinho age em todo os campos de atuação possíveis em um OE. Você se lembra que os OEs agem de três maneiras distintas, né? Física, mental e vibracional. Revise essa lição aqui.

O Oe de Pinho é especialíssimo. Ele é considerado o OE do renascimento, o que não é pouca coisa (falamos disso aqui). O pinho também traz resultados muito bons em questões de mágoas, é tido como o OE do perdão. Ajuda a entendermos melhor a situação e a termos empatia para perceber os motivos das outras pessoas (falamos disso aqui).

Todas essas funções fazem dele um OE incrível para a limpeza, em todos os aspectos. Fisicamente, limpa o ambiente e cuida de problemas respiratórios como rinite, sinusite, resfriados, entre várias outras coisas. E no plano vibracional ele limpa também, tira da nossa mente os pensamentos obsessivos, a autopunição, vitimização. Relaxa aquele peso dos ombros e nos deixa mais abertos para o mundo, para receber o que nos é oferecido. E aí vem a libertação.

Veja nesse vídeo lindo da Daiana Petry, gravado lá em Paris, mais detalhes sobre o Pinho e descubra como usá-lo para ter todos esses benefícios.

Encontre todos os produtos necessários para a sua limpeza com Pinho aqui na nossa loja virtual

Rotina de beleza: Pele radiante com óleos essenciais

Você que acompanha as postagens da Harmonie sabe que nós damos dicas ótimas para vários problemas físicos, mentais e vibracionais usando óleos essenciais. O objetivo hoje é te dar um combo de dicas. Vamos te mostrar como fazer uma rotina de beleza para cuidar da pele do seu rostinho usando como base apenas ativos naturais, nossos queridos óleos essenciais (OEs). Tudo passo a passo: Como limpar, hidratar, nutrir, tudo o que é necessário para sua pele ficar radiante por muito, muito tempo. Veja a seguir:

 

Passo 1 – Limpar

Maquiagem mal tirada e restos de poluição do ambiente são os principais responsáveis pelas alergias e pelo entupimento de poros. Isso leva ao aparecimento de cravos, espinhas, vai acabando com a saúde da sua pele e a deixa cheia de marquinhas indesejadas.

Nessa etapa o necessário é remover as impurezas da pele, mas sem agredi-la. Para isso usaremos produtos naturais e simples. Os OEs não entrarão no processo ainda, já que essa etapa é de remoção.

 

→ Remover a maquiagem
Um segredo: Creme neutro é um ótimo removedor de maquiagem. Por conter partículas oleosas, ele recolhe os restinhos de base, sombra, pó, tudo. E isso sem agredir os olhos e muito menos a pele.

A base vegana de creme neutro da Harmonie é uma opção ótima para exercer esse papel. Coloque um pouquinho dela pura em um algodão e passe no rosto, removendo todo o excesso da maquiagem.

 

→ Lavar o rosto
O ar, principalmente nas cidades maiores, é cheio de partículas de sujeira, que vão se depositando em qualquer superfície. A superfície encontrada muitas vezes é o nosso rosto, que está sempre de fora, disponível. Por isso é tão importante limpar bem a pele do rosto, mesmo que você não use maquiagem diariamente.

Use um sabonete neutro o mais natural possível, para evitar ressecamento. Idealmente ele deve ter surfactantes de origem natural em sua fórmula, como o Sodium Cocoyl Glutamate, proveniente do coco. A base vegana de sabonete neutro da Harmonie possui essa característica.

Fuja dos sabonetes líquidos que contenham Sodium lauryl ether sulfate e derivados. Eles produzem espuma abundante, porém ressecam muito a pele e são potenciais alergênicos. Evite também os derivados de petróleo, como o óleo mineral, que cria uma falsa sensação de hidratação na pele, mas obstrui os poros, piorando a situação da pele.

Lave bem o rosto com sabonete líquido e água em abundância. Seque sem esfregar a toalha, pressionando-a de leve na pele, para evitar irritação e descamação.

 

Passo 2 – Tonificar

Esse é um passo que pouquíssimas pessoas fazem, mas deveriam. O tônico revitaliza, fecha poros, equilibra o pH e prepara a pele para a hidratação. Tônicos devem refrescar sem ressecar, seu objetivo é trazer equilíbrio para a pele e prepará-la para a ação do hidratante.

Para exercer essas funções o tônico deve ter poder adstringente, ou seja, deve fechar os poros, para evitar que entrem partículas de sujeira. Essas partículas, quando conseguem entrar nos nossos poros, causam pequenas inflamações e se tornam cravos e espinhas.

Ser adstringente não significa que ele deve arder ao ser aplicado, que é o que acontece com alguns adstringentes que você possivelmente já experimentou.

Vamos te mostrar um tônico que já apareceu aqui no blog e é um dos nossos queridinhos: A água da Rainha da Hungria. Vale dar uma relembrada na história desse tônico milagroso. Ele faz maravilhas pela nossa pele e é super fácil de fazer:

 

→ Água da Rainha da Hungria

10 mL de álcool de cereais
7 gotas de OE de alecrim
5 gotas de OE de hortelã pimenta
3 gotas de OE de eucalipto
90 mL de água termal ou água destilada

Acrescente os óleos essenciais no álcool de cereais, misture, e em seguida adicione a água. Coloque em um frasco com spray e passe no rosto uma ou duas vezes por dia.

 

Passo 3 – Tratamento profundo

Aqui entram os chamados séruns. Eles contêm ativos concentrados, usados para tratamentos em pontos específicos do rosto, como na área dos olhos ou dos lábios, olheiras, marcas de expressão, etc. Fornecem nutrientes como os antioxidantes e são responsáveis por regenerar a pele. São mais concentrados e penetram mais fundo que os hidratantes. Podem ser usados também como tratamento preventivo para sinais da idade.

 

→ Sérum para a área dos olhos

10 mL óleo vegetal de rosa mosqueta
3 gotas de OE de patchouli
2 gotas de OE de alecrim
1 gota de OE de erva doce

Coloque os ingredientes em um frasco de 10 mL com aplicador roll-on e misture bem. Aplique todas as noites em volta dos olhos e em marquinhas de expressão em outros locais do rosto, como na testa ou em volta da boca. Faça uma massagem rápida no local com as pontas dos dedos para aumentar a absorção dos OEs.

 

Passo 4 – Hidratar

Hidrate seu rosto usando um creme hidratante, gel com adição de óleos vegetais, ou os próprios óleos vegetais puros. Há óleos que são facilmente absorvidos e podem ser usados até por quem tem pele oleosa, como o de Açaí e o de Rosa Mosqueta. Ideal é testar e perceber qual produto se adapta melhor à sua pele. O rosto precisa ficar hidratado, mas não deve estar pegajoso e úmido ao se passarem alguns minutos.

Você pode (e deve!) turbinar esse momento da hidratação usando OEs. Mas nesse caso em que a hidratação será feita no rosto inteiro, uma área maior, a proporção de OE na fórmula deve ser menor do que no sérum. O recomendado é entre 0,5% e 1,0%, uma quantidade suficiente para trazer benefícios reais, mas sem super dosagem. A personalização pode ser feita pensando em sanar algum problema como acne (já falamos dela nesse super post aqui), ou para aprofundar a hidratação, regenerar a pele e mantê-la viçosa, como nessa receita a seguir:

 

→ Hidratante diário revitalizante

30g base vegana de creme neutro OU 30 mL óleo de rosa mosqueta OU 30g de base vegana de gel neutro com 20 gotas de óleo vegetal de açaí.
3 gotas de OE de patchouli
2 gotas de OE de lavanda

Misture todos os ingredientes e acondicione em uma embalagem limpa, preferencialmente de vidro.

Preparamos pra você também um infográfico com um resumo prático de todas essas informações, pra ter a mão sempre que bater uma dúvida.

 

Conforme sua experiência e de acordo com as respostas da sua pele, vá criando a sua rotina  de cuidados com o rosto. Coloque ou tire etapas, encontre os melhores horários, teste novas bases. Só não deixe de usufruir dos benefícios dos óleos essenciais na sua pele. São cuidados pequenos que ao longo do tempo farão muita diferença na saúde e beleza do seu rosto.

Encontre todos os óleos essenciais e outros produtos citados aqui na loja virtual da Harmonie.

Se você já mantém na rotina algum dos passos que falamos aqui, divide com a gente, conta os benefícios que você está percebendo. Se tiver alguma outra dica que possa ajudar outras pessoas, comenta também. Vamos dividir conhecimento e experiências pra aumentar essa rede do bem!

 

Esse assunto despertou sua vontade de intensificar os cuidados com a pele? De 26/07 a 08/08/17 estarão abertas as inscrições para a nova turma do curso de Cosmetologia Natural, com vagas limitadas! Se você deseja fazer cremes hidratantes, géis, shampoo, sabonete líquido, e cuidar da sua pele de forma natural, fazendo seus produtos de beleza desde o começo, conhecendo cada matéria prima, esse é o momento! Clique nesse link e se inscreva.