Perdendo cabelo? A aromaterapia pode ajudar

Vamos falar de alopécia, a perda de cabelos. Essa doença dermatológica é o terror dos homens, mas também atinge mulheres.

Existem cerca de dez tipos de alopécia, com as mais variadas causas, de alergia ao glúten ou à lactose (alérgica), até a alopécia ligada a reações medicamentosas. Porém os tipos mais comuns são a perda de cabelo rápida em uma área específica do corpo (areata) e a alopécia associada a desfunções do hormônio testosterona (androgenética), que também é hereditária.

A alopécia androgenética é a mais comum, e atinge os homens e sua maioria. Ela é causada por uma hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo. Isso leva ao afinamento progressivo dos fios até a obstrução do folículo piloso. É uma situação que atinge cerca de 5% das mulheres.

Porém a alopécia areata é mais discutida porque seu efeito muitas vezes assusta o paciente, que perde os fios em uma área concentrada do corpo, muitas vezes de maneira rápida. Suas causas não são totalmente conhecidas, e a perda de cabelo é o único sintoma da doença, não levando a outros problemas mais sérios.

Tratamentos encontrados hoje

Em uma visita ao dermatologista você descobre qual é o tipo de alopécia apresentada e recebe uma indicação de tratamento.

No caso alopécia androgenética usa-se, entre outros, um medicamento chamado Minoxidil. Outros tratamentos, com o uso de laser ou o implante capilar são indicados em casos mais avançados.

Já na alopécia areata, que é a inflamação do folículo piloso, são usados corticoides e o mesmo Minoxidil, além de tratamentos mais agressivos com sensibilizantes. Os tratamentos visam controlar a doença, reduzir as falhas e evitar que novas surjam. Eles estimulam o folículo a produzir cabelo novamente, e precisam continuar até que a doença desapareça.

O Minoxidil é um vasodilatador, ele melhora a circulação sanguínea na área aplicada, ou seja, no couro cabeludo. Isso faz com que a raiz do pelo fique mais saudável, prolongando a vida do folículo piloso. Porém, como estimula o crescimento de pelos em várias partes do corpo, seu uso não é indicado para mulheres.

Como os óleos essenciais podem ajudar?

De acordo com conhecimentos de gerações antigas, algumas plantas e, mais especificamente, seus óleos essenciais (OEs) são muito usados para a calvície e outros problemas ligados ao crescimento de cabelo. E hoje há estudos científicos que comprovam o que nossos ancestrais utilizavam.

O OE de alecrim é um desses conhecimentos, sempre presente em formulações de shampoo, com o intuito de evitar a queda, fortalecer, melhorar o aspecto geral dos fios. Encontramos duas pesquisas científicas que comprovam isso.

1) Pesquisa com alopécia androgenética ¹

O efeito de uma loção usando o OE de alecrim como princípio ativo foi comparado a uma loção com o conhecido medicamento Minoxidil.

Dos 100 participantes da pesquisa, a metade usou uma loção com cerca de 1% de OE de alecrim, aplicando duas vezes por dia. Enquanto a outra metade usou uma solução de Minoxidil a 2%, aplicando da mesma forma.

Após seis meses de tratamento os participantes foram examinados por dermatologistas e responderam a um questionário. O grupo do OE de alecrim teve resultados significantemente melhores: diminuição da queda de cabelo, aumento considerável no crescimento de novos fios e efeitos colaterais praticamente nulos.

Os estudiosos afirmam que o efeito causado pelo OE é similar ao do medicamento, aumenta a circulação sanguínea no folículo piloso. Mas o OE faz isso de uma maneira mais eficiente, relaxando os músculos, e ainda traz propriedades antioxidantes que auxiliam o processo.

2) Pesquisa com alopécia areata ²

Nessa pesquisa os participantes foram divididos em dois grupos: o primeiro usou uma mistura de óleos essenciais (alecrim entre eles) e óleos vegetais (jojoba e semente de uva), uma vez ao dia, massageando a área afetada. O outro grupo usou apenas os óleos vegetais na massagem diária.

Após sete meses de tratamento os participantes foram avaliados por dermatologistas e por comparação de fotos. O grupo que usou os OEs teve melhoras significativas em relação ao estado inicial e também em relação ao grupo controle, que usou somente os óleos vegetais. A conclusão dos pesquisadores é de que as evidências mostram que o método pode ser desenvolvido e há bons indícios de que o uso dele é uma alternativa viável aos medicamentos atuais de mercado.

Viram isso? O OE de Alecrim deu mais resultado do que o remédio usado normalmente para alopécia!

Como usar

Agora você já viu que realmente funciona, deve estar querendo saber como preparar uma formulação com esse OE tão eficiente, né?

Primeiro você escolhe a base:

  • Pode ser o shampoo neutro, e nesse caso você irá lavar os cabelos com ele, massageando suavemente a raiz e deixar agir por 5 minutos, e então lavar normalmente.
  • Ou você pode usar em forma de spray, que será um tônico mesmo. Você passa no couro cabeludo, fazendo uma leve massagem para potencializar a penetração e pronto. Você pode aplicar um tempo antes de ir pro chuveiro ou deixar agir durante todo o dia, porque não há necessidade de enxágue. Para esse spray você utiliza 10mL de álcool de cereais e 90mL de água destilada. Adiciona os OEs no álcool e depois junta a água.
Ingredientes:
  • 100 mL da base que você escolheu
  • 04 gotas de OE de Alecrim (estimular o crescimento)
  • 05 gotas de OE de Cedro (fortalecer o fio)
  • 07 gotas de OE de Ylang Ylang (para deixar o cabelo hidratado)
Atenção: Os óleos de alecrim e cedro são adstringentes. Então é fundamental hidratar o cabelo também, para que seu cabelo cresça saudável.
Atenção 2: O OE de alecrim pode aumentar a pressão, então se você já tem a pressão alta, mesmo que controlada, cuidado! Diminua ou elimine o alecrim da fórmula, opte por usar essa fórmula em shampoo, para que o OE não fique tanto tempo em contato, e se observe.

Agora uma super dica: Imagine fazer você mesmo o seu shampoo desde a base, e adicionar, além do alecrim, outros OEs para a saúde do seu cabelo, levando em conta as suas particularidades. Umas gotas de um certo OE se você tem cabelos oleosos, um outro se quer mais brilho, um para hidratar melhor as pontas, outro ainda para caspa, … seria fantástico, né?

Pois no nosso curso de cosmetologia natural você pode descobrir os benefícios de vários OEs assim incríveis, além de aprender a fazer as bases dos seus próprios produtos.

O curso de cosmetologia natural da Harmonie faz isso. Nós te ensinamos mais do que receitas. Você estuda os efeitos de cada OE e aprende a usá-los para resolver os seus problemas específicos. Conheça mais sobre o curso aqui no link


Referências:

1 Panahi, Y. Et al. Rosemary oil vs Minoxidil 2% for the treatment of androgenetic alopecia: A rondomized comparative trial. SKINmed Dermatology for the Clinician. Jan/2015. Vol.13; I.1.

2 Hay IC, Jamieson M, Ormerod AD. Randomized Trial of Aromatherapy: Successful Treatment for Alopecia Areata. Arch Dermatol. 1998;134(11):1349–1352. doi: 10.1001/archderm. 134.11.1349.

93 comentários em “Perdendo cabelo? A aromaterapia pode ajudar

  1. Ótimo conteúdo, parabéns! 👏👏👏
    No caso do spray, pode ser feito somente com o o.e de alecrim? Nesse caso adiciona-se as 16 gotas somente dele?

    1. Oi, Maya. Que bom que gostou =)
      A junção dos 3 OEs traz um equilíbrio pra fórmula, por isso é legal.
      Mas, claro, dá de usar só o alecrim, mas não aumente o número de gotas. Os OEs são muito concentrados, e muitas vezes o nosso corpo não consegue assimilar todo esse princípio ativo. Aí além de desperdiçar óleo essencial você ainda corre o risco de sofrer uma intoxicação. E aumentar o número de gotas não vai trazer resultados mais rápido.

  2. 👏👏👏sou cosmetologista fiz o curso no ano passado e faço os shampoos com óleos essenciais. Minha família do usa esses são maravilhosos shampoos, cada um de acordo com necessidade, amamos a cosmetologia Natural💞💞

    1. Oi, Sofia. O problema do chá é a validade. Não dá pra guardá-lo por mais de um dia, mesmo na geladeira.
      Poderia fazer e usar no mesmo dia, mas aí seria uma dose muito grande do óleo essencial para uma única aplicação.
      E também o OE não vai se misturar ao chá ou só à água pura, e a aplicação ficará comprometida.
      Melhor não fazer esse tipo de alteração.

        1. Oi, Andréa. Obrigada =)
          Tanto o shampoo com a base pronta quanto o spray com álcool de cereais e água destilada irão durar cerca de 6 meses se bem acondicionados, em frasco escuro e de vidro.

  3. Esses xampus são maravilhosos! Têm mais ou menos 4 meses que faço. Estou tendo ótimos resultados ! Meu cabelo está saudável, não tem queda e está crescendo um pouco.

  4. Oi! Fiquei com 2 duvidas! À respeito da pergunta sobre o uso de apenas um unico oleo no lugar da sinergia, não ha a necessidade de manter a concentracao para os 100ml ? E sobre a pergunta do cha, podemos usar entao junto com a agua destilada, o extrato do alecrim? Aquele que fica macerando no alcool puro por duas semanas . Em todo caso, esse spray da sinergia tem que ser em vidro? E tao dificil encontrar spray em vidro ! Muito obrigada pelo artigo, c ctz vai me ajudar mais que a dermato pôde me ajudar! Abs

    1. Oi, Fabiane.
      Sobre a concentração, depende do óleo e da sinergia. O alecrim, por exemplo, é ótimo para os fios e para a saúde do couro cabeludo, naquela quantidade de 0 gotinhas em 100g de shampoo. Mas se nesse shampoo você excluir os outros óleos essenciais e colocar as 18 gotas só de alecrim, terá um produto muito forte, que pode ressecar bastante o cabelo. Então, respondendo, nem sempre é bom manter a concentração de óleos essenciais caso deixe de usar algum deles.

      Sobre o extrato, você pode usar no lugar do álcool de cereais.

      O vidro spray é necessário porque o plástico dos frascos interage com os óleos essenciais. Pode usar o de plástico, mas a validade e a qualidade do produto caem muito.

  5. Olá, adoro seguir as dicas da Harmonie e já uso a um tempinho os OEs, um dúvida, posso substituir a água destilada, por água filtrada ou mineral?
    Obrigada!

    1. Oi, Anna. As características dessas águas que você citou são bem diferentes.
      Para uso próprio e único, você pode usar água filtrada e em seguida ferve-la. Mineral não.
      O ideal é a destilada ou deionizada mesmo, que é livre íons, partículas e micro-organismos.

  6. Posso substituir o OE de ylang ylang (que eu nao estou encontrando aqui na minha cidade) pelo OE de Lavanda ou por algum outrọ̣̣? Obrigada 🙂

    1. Oi, Keila. Não é possível, porque a água não se mistura com os óleos essenciais, eles ficam em duas fases. E será prejudicial usar o produto assim, sem a diluição dos óleos, podem causar sensibilização.

  7. Olá! Adorei o artigo. Amo óleos essenciais, e alecrim foi o meu primeiro óleo.
    Sabe se consigo encontrar os artigos citados na referência bibliográfica em português?
    Agradeço desde já.

  8. Oi amiga! Muito obrigada pelo conteúdo! Eu tenho dermatite seborreica e fui diagnosticada com alopecia androgenetica. Na tentativa de um tratamento natural, visto que ja tive uma experiencia com o minoxidil, quero saber, no caso do tônico, se posso substituir a água por soro fisiológico…

    1. Oi, Kamila.
      Não sei exatamente as propriedades que estás procurando com o gel, então isso é por sua conta, ok?
      Sobre a manipulação, use o gel sempre fresco, não guarde para o dia seguinte. Não utilize a parte verde da folha. E bata com água, talvez 5% de babosa já seja bem eficiente.

    1. Oi, Paulo. Não recomendo.
      Ideal para uso de óleos essenciais é com bases neutras específicas.
      Podes aplicar intercaladamente. Ou melhor, termine o tratamento com minoxidil e depois inicie o uso do alecrim.
      Os dois são muito potentes, melhor não pecar pelo excesso.

    1. Oi, Mara.
      Em 300 mL de base, use 15 gotas do óleo essencial de alecrim.
      Mais do que isso não será absorvido pelo organismo, e corre-se o risco de sensibilizações.

    1. Oi, Lucila, pode sim. Mas veja se essa quantidade de óleos vegetais não será incômoda para seus cabelos. Normalmente por esse motivo usamos bases aquosas para tratar o couro cabeludo.

  9. Olá! Boa tarde!!! Adorei a dica e pretendo ajudar meu marido com essa formulação, mas ele tem pressão alta e toma medicação para controlar. Teria a mesma eficácia se eu não usar o alecrim? Qual outro substituiria ele? Agradeço

    1. Oi, Carol. Tem essa questão. Não há substituto pronto para o alecrim nesse caso. É necessário um estudo mais aprofundado. Contate um aromaterapeuta para analisar a situação com mais detalhes e ver as possibilidades.

  10. Cristiane , eu tenho alopecia androgenetica . Estou com 67 anos e desde a menopausa ,aos 52 anos , meus cabelos foram rareando . Tenho o couro cabeludo visível , por entre os fios do topo da cabeça, principalmente logo após a testa. Nunca tratei como deveria , até por medo dos efeitos colaterais , como os do Minoxidil. Me interessei muito pela sua fórmula da locao , mas tenho uma pergunta : como ,pela minha idade , já nao produzo nada de estrogênio , haveria algum óleo essencial que, acrescentado na sua fórmula , ajudaria a combater essa falta ,no couro cabeludo ? Vou ficar ansiosa por sua resposta . Desde já, agradeço . Bom dia .

    1. Oi, Julia. Simmmm!
      A Aromaterapia é linda por isso também, conseguimos tratar o ser integralmente. =)

      Podes usar o óleo essencial de Gerânio, que é Hormon-like do estrogênio. Ele dá aquela forcinha para o corpo voltar a equilibrar essa produção. Pode usar junto nessa fórmula, ou fazer um outro produto, como um desodorante, por exemplo.

  11. Cristiane, tenho alopecia areata.
    Gostaria de saber se da para substituir algum dos óleos da composição da tônico por hortelã pimenta? Ouvi falar que é muito bom também.
    Mais uma pergunta, uso ou o álcool de cerais ou a água destilada, um dos dois né?

    1. Oi, Maiara. Sim, o óleo essencial de Hortelã Pimenta tem como característica aumentar a circulação sanguínea no couro cabeludo, e isso está intimamente ligado à saúde e manutenção dos fios.
      Porém ele tem algumas restrições: Deve ser evitado por gestantes e lactantes, crianças até 7 anos, epiléticos e hipertensos. Além disso pode ser agressivo para peles sensíveis. Por isso normalmente não indicamos ele nas postagens.
      Caso não estejas no grupo de risco, pode adicionar uma gotinha dele no tônico, testar por uns dias, e se não houver reação, adicionar mais duas gotas. Não mais que isso.

      E usa os dois ingredientes, água e álcool, sim. A água destilada usamos para ter uma base leve e sem a presença de micro-organismos. E o álcool de cereais vai diluir o óleo essencial e ser diluído na água, evitando a formação de duas fases (o que poderia causar irritações severas).
      Os dois são necessários. Só o álcool ressecaria a pele, seria muito agressivo. Só a água não dilui os óleos essenciais, e eles seriam aplicados em gotas puras no couro cabeludo, com sérios riscos de irritação cutânea.

  12. Boa tarde,

    Posso usar qualquer tipo de shampoo neutro para fazer a base ? Tipo de farmácia mesmo , exemplo Shampoo Neutro Johnson’s Baby ?
    Usar todos os dias para lavar os cabelos e depois passar o condicionador normal nas pontas ?

    Meu cabelo é bem fino, fraco e tenho bastante queda.

    1. Oi, Camila.
      Não é recomendado o uso de shampoos assim. A maior parte deles contém óleo mineral, silicones e outros petrolatos, que inviabilizam a absorção dos óleos essenciais. Eles criam uma película no fio e no couro cabeludo que impede a passagem dos ativos dos OEs. Então é bem importante achar uma base que seja sem silicones e indicada para o uso de aromaterapia.
      Pode usar todos os dias, sim, e condicionador normalmente.

      Um shampoo assim faria uma bela diferença no seu caso, ele fortalece muito =)

      1. Muito obrigada!
        Mandei manipular uma base neutra de shampoo. Vou fazer a receita =)
        Já utilizei o minoxidil , mas para mim não da certo, meu couro cabeludo da caspa, tenho coceira… horrível, não consegui me adaptar. Então quero algo mais natural.

        Amei sua dica.

        Só mais uma coisa, posso borrifar hidrolato de alecrim todos os dias utilizando esse shampoo ?

        1. Oi, Camila. Pode sim. Atente apenas para os grupos de risco em relação ao Alecrim. Gestantes, lactantes, epiléticos e hipertensos.

  13. Cristiane, agradeço pela sua resposta e orientação , qto ao meu problema de alopecia androgenetica . Vc me sugeriu acrescentar à fórmula da locão o OE de Gerânio , mas não me disse quantas gotas . Aguardo sua resposta ,por favor . Obrigada e um bom dia !

    1. Oi, Júlia. Desculpe.

      Podes fazer a formulação assim:
      100 mL da base que você escolheu
      04 gotas de OE de Alecrim
      04 gotas de OE de Cedro
      04 gotas de OE de Ylang Ylang
      04 gotas de OE de Gerânio

  14. Cristiane, boa tarde! Mandei manipular o shampoo de 500 ml, pois eles fazem só assim onde comprei. O que é melhor, tirar 100 ml e fazer a receita, ou fazer em 500 ml mas aumentar a quantidade de gotas ? Se sim, pode me passar a receita para 500 ml ? Obrigada!

  15. Boa noite Cristiane, no meu caso de alopecia androgenética gostaria de fazer o tônico somente com o OE de mentha piperita, sabe me indicar a quantidade que devo usar deste OE?
    E quanto a água destilada, é a mesma que é usada em autoclave?

    Aguardo o retorno, obrigada!

    1. Oi, Kimberli.
      O óleo essencial de Mentha tem uma série de restrições, e pode ser alergênico se a diluição for muito concentrada.
      Para 100ml de base utilize no máximo 10 gotas do OE de menta.

      A água destilada pode usar essa sim.
      Ou pedir deionizada em farmácias de manipulação.

  16. Oi!! Adorei as dicas!! Tenho 3 dúvidas: 1. Poderia acrescentar oe de sálvia nessa misturinha? Ouvi falar q tb é bom pra queda.. 2. Posso usar o spray e o shampoo? Ou devo optar por um deles? 3. Vc tem uma receita de condicionador hidratante pra usar com o shampoo? Desde já obrigada!!

    1. Oi, Manuela. Que bom que gostou =)

      1) Pode usar a sálvia também. Mas não ultrapasse a quantidade total de gotas de óleo essencial da fórmula.
      2) Pode usar os dois para potencializar. Ou um só, nesse caso indicaria o spray, que fica mais tempo em contato.
      3) Podes fazer o condicionador com a base pronta para condicionador da Harmonie. Em 100g de base coloque 5 gotas de OE de patchouli, 4 gotas de OE de ylang ylang e 3 gotas de OE de erva doce. Teremos regeneração profunda, brilho e hidratação =)

      Ah, sua pergunta chegou aqui 3 vezes. Hahaha.

      1. Obrigada pela resposta. Só um esclarecimento, para adicionar a sálvia posso usar a receitinha que você passou para Júlia no dia 18/3? Aí substituir o gerânio pela sálvia?

  17. Olá Cristiane,
    Tenho 40 anos e tenho alopécia androgenética, estou com falhas na parte da frente e nas laterais da minha cabeça , já consigo ver o meu couro cabeludo, tomo espironolactona de 100mg e usei o minoxidil, mas não deu certo porque nasceram pêlos no meu rosto, tive que parar com o minoxidil! Pesquisando outras soluções para o meu problema cheguei aqui, e me senti muito feliz por saber que tenho outras opções de tratamento, porém sou hipertensa, mas mesmo assim vou tentar o spray e o shampoo!! Posso fazer o spray com os OEs (alecrim, cedro, sálvia, gerânio e ylang ylang)?Quero agradecer pelas dicas, obrigada Cristiane!

    1. Oi, Cássia.
      Tente a aromaterapia sim!
      Fiquei bem preocupada com o quadro de hipertensão que falaste. Inicie o tratamento de vagar, usando apenas a metade da quantidade de Alecrim, ok? E observe muito se sua pressão se mantém estável. Qualquer sintoma que aparecer, retire o alecrim da fórmula, e os outros óleos essenciais já irão atuar no problema também.

  18. Boa tarde Cristiane,

    Tenho alopécia androgenética e estou também com excesso de oleosidade no cabelo. Utilizo o minoxidil constantemente e ele deixa o couro descamando.
    Fiz uma sessão de massagem capilar com óleos essenciais para controlar a oleosidade e a moça me informou que em seguida iremos fazer sessões mensais com óleos essenciais estimulantes e fortificantes.
    No entanto gostaria de fazer essa parte de fortalecimento e estímulos em casa. Gostaria de tirar algumas dúvidas:
    1- Na receita que você indicou, tem algum óleo essencial que eu poderia acrescentar para controle de oleosidade? Tenho receio da oleosidade voltar.
    2- Gostaria de continuar o uso do minoxidil pois estou tento resultados. Nesse caso, devo usar o shampoo de OE todo dia? ou alternar com algum outro?

    1. Oi, Daniela.
      Vamos lá:
      1) O OE de alecrim já combate a oleosidade, até um certo ponto. E nesse caso não é interessante usarmos um óleo essencial demasiado adstringente (que fecha os poros e impede o efeito oleoso), porque isso afetaria a absorção dos demais óleos essenciais do tratamento. Podes fazer um tratamento em duas etapas, sendo a primeira composta pelo tônico indicado aqui, e a segunda logo depois, com um tônico composto por óleos essenciais adstringentes, como o pinho, por exemplo.

      2) Se você costuma lavar os cabelos todos os dias, não é legal usar sempre o shampoo com óleos essenciais, pensando que o Minoxidil está em uso também. Seria estímulo demais para o couro cabeludo. Ele pode ficar exaurido. É legal espaçar bem o tempo entre o uso do minoxidil e dos OEs.

  19. Cristiane, suas informações são valiosas!!! Se puder, me responde uma dúvida: posso usar o óleo de cedro e alecrim, numa base de óleo de semente de uva para umectar os fios do cabelo? Um pouco de óleo de coco e/ou rícino poderia fazer as vezes dos óleos patchouli e gerânio na função de hidratar? Desde já agradeço muuuito a atenção! 😉

    1. Oi, Silvia.
      O OE de alecrim, nas pontas, pode ressecar um pouquinho. Trocaria por uma erva doce, por exemplo, para trazer brilho, o ylang e o patch pra hidratar. Ou use apenas o cedro, ele é ótimo!

      Pode sim usar um pouco de rícino ou coco para ajudar nessa umectação, mas eles não irão substituir os óleos essenciais. O patchouli, por exemplo, possui princípios ativos que o permitem agir nas camadas internas, reestruturando as células para regenerar o tecido. Enquanto um óleo vegetal auxiliará mecanicamente, a manter a água dentro dos fios e com isso deixar os cabelos mais saudáveis.

    1. Oi, Kamilla.
      Na gravidez precisamos tomar uma série de precauções e vários óleos essenciais não são permitidos nesse período, nem na lactação.
      Como o cérebro está muito ocupado gerenciando a construção desse novo ser, às vezes falta mesmo um pouco de força para manter as atividades normais do corpo da mulher.

      Uma boa mistura (no hall dos permitidos para você) é gerânio com patchouli. Eles ajudarão a fortalecer e limpar os bulbos capilares para promover o crescimento de novos fios, e a manter a força e o brilho dos fios já existentes. Para 100g da base que você escolher, adicione 6 gotas de óleo essencial de patchouli e 4 gotas de óleo essencial de gerânio. Use como descrito.

  20. Olá, Cristiane

    Parabéns pela sua dedicação e cordialidade. Gostaria de saber se posso substituir a água destilada por Bepantol, na loção para o cabelo?

    Obrigado.

    1. Olá, Antônio. Obrigada.

      Dentro dos preceitos da aromaterapia, evitamos agregar óleos essenciais (que são princípios ativos) a produtos já acabados, como shampoos e cremes já prontos, ou fármacos, porque esses já tem seus princípios ativos também. E essa junção nem sempre é sinérgica, às vezes essas matérias-primas não irão trabalhar juntas, mas se anular, ou até causar danos decorrentes do uso.

      Prefira usar em separado, alternando os momentos de uso de um e de outro.

    1. Oi, Alexandre. A alopécia universal normalmente é uma evolução da aerata. E como o tratamento com os óleos essenciais é de uso tópico, faça uso das formulações da mesma forma, aplicando nos locais onde sente falta dos fios, nas sobrancelhas, no couro cabeludo, enfim. Utilize alguma base que fique mais tempo em contato com a pele, como o gel ou um creme neutro para adição dos óleos essenciais.

  21. Cristiane , essa receita é indicada para calvície ? Se não for … Qual você me indicaria ? Isso seria para meu marido. E no meu caso , eu queria fortalecer meus fios , encorpa-los , ajudar a acelerar o crescimento e a ter novos fios. Eu vi umas duas receitas suas , e estou na dúvida. Poderia me ajudar por favor ? Aqui tá a lista dos óleos que eu tenho. Qual receita você me indicaria para meu caso e do meu esposo ? E se por acaso teria algum óleo mais específico que eu não tenha.. ( OBS: estou em fase de amamentação)
    Eu tenho de óleo vegetal :
    – Babosa
    – Jojoba
    -Alecrim
    -Mamona
    -Abacate

    Óleo essencial
    – Alecrim
    – Cedro da Virgínia
    – Lavanda
    – Hortelã pimenta

    Desde já … Te agradeço muitíssimo !!!

    1. Oi, Maria Alice.

      É indicada para calvície sim. Ela é um tipo de alopécia.
      Bom, os óleos vegetais são mais chatinhos de usar no couro cabeludo. Além da oleosidade que vão causar nos fios, em grande quantidade podem obstruir os bulos capilares, e não vai ser legal. Como base podes escolher um shampoo neutro específico para a adição de óleos essenciais, ou fazer um spray com água e um pouquinho de álcool de cereais, como falamos no texto. Isso vale para vocês dois.

      Quanto aos óleos essenciais, muitos dos que tens aí podem ser úteis.
      Para o seu marido, Alecrim, Cedro e Hortelã formam uma sinergia bem interessante. O alecrim e o hortelã favorecem a microcirculação do couro cabeludo e a desintoxicação dos fios, induzindo o crescimento. E o Cedro vai trazer mais força aos fios. Pode usar a mesma proporção citada no texto.

      Já você está num período muito particular e deve ter muito cuidado com o óleos essenciais. Nessa época muitas mulheres perdem quantidades consideráveis de cabelo, ele fica ralo, sem vida. Toda a energia do corpo vai para aquele serzinho. Mas, nem pense em usar alecrim e hortelã, estão vetados para você durante a amamentação.
      Mas podes usar o Cedro, que irá fortalecer o fio. E investir no Ylang Ylang, que irá deixar o cabelo mais hidratado (se isso for um problema e resolveres investir nele, servirá para a sinergia do marido também). Mas para você, metade da quantidade de óleos essenciais indicada na formulação, ok? 8 gotas totais de OEs em 100mL de base.
      Qualquer dúvida escreve aqui =)

  22. Olá 🙂 Posso adicionar o O.E. de hortelã pimenta? Acabei de comprar pq li que é bom pra queda de cabelo e em seguida encontrei vcs… Não quero deixá-lo de lado… Desde já, agradeço
    Luana Ramos

    1. Oi, Luana. Pode sim. O Hortelã é ótimo (*desde que não estejas grávida, amamentando, tenha pressão alta ou epilepsia). Substitua duas gotinhas de algum dos OEs da formulação indicada pelo de hortelã, já será mais que suficiente para ele atuar também.

  23. boa noite!so estou usando este shampo mas meus cabelos estam ficando muito oleosos e pinicando no couro cabeludo a impressao que tenho é que ele nao tira suficientemente o oleo a sujeira do couro , talvez por ser mais suave que os de farmacia.Como tenho alopecia androgenetica e os cabelos muito oleosos eu tenho lavado com o shampo jonhson neutro , enxaguo e ai sim passo o shampo ensinado na receita e assim tenho sentido os fos mais soltinhos porem tenho uma duvida , esse procedimento atrapalharia de alguma forma o efeito terapeutico dos oleos na receita de shampo. grata

    1. Oi, Paula.
      O shampoo Johnson (assim como a maioria dos shampoos comerciais) possui óleo mineral e silicones em sua fórmula, então ele forma uma película em torno dos fios. Isso impede um pouco a absorção de óleos essenciais.

      Pode fazer esse procedimento, se fica mais confortável e se esse é fator fundamental para continuares o uso dos óleos essenciais. Mas a absorção não é tão intensa quanto poderia ser.

  24. Boa noite! Posso diluir OE de alecrim ,melaleuca e ylang ylang no soro fisiologico para uso topico no cabelo(caspa e queda)?
    Ou teria outra opção para diluir o OE que não seja oleo vegetal? pode usar quantas vezes na semana essa solução no cabelo?

    1. Oi, Rozany.
      Não pode. O Soro é basicamente água, e a água sozinha não dilui os óleos essenciais. Não terás uma solução homogênea e isso pode ser bem perigoso, por possibilitar superdosagem.

      Podes diluir até 10 gotas total de OEs em 10mL de álcool de cereais e depois misturar com 90mL de água destilada. Se o caso for muito severo, pode usar todos os dias. Senão, duas a três vezes na semana já é suficiente.

  25. Olá Cristiane,
    A receita que você nos indica do Alecrim para uso no couro cabeludo com o objetivo de melhoria da alopécia, também atuaria em outros níveis, ou seja, uma melhora no foco, memória, atenção? Ou essa dosagem é ineficiente para atingir efeitos terapêuticos no nível mental?

    1. Olá Lavinia,
      Os efeitos vibracionais acontecem sempre como ousadia, disposição para ir além. Porém, para foco e memória o efeito ocorre por inalação, então vale estimular o hipocampo através de difusor pessoal mesmo.

Deixe uma resposta