Autismo & Aromaterapia

Hoje vamos falar sobre autismo, ou o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Um distúrbio que atinge cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

O autismo é um transtorno do desenvolvimento marcado por três características fundamentais:

* Inabilidade para interação social;

* Dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com símbolos;

* Padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

Até pouco tempo atrás se considerava que o autismo era resultado de problemas de ordem familiar e psicológica. Mas hoje admite-se a existência de várias causas para o transtorno, entre elas, fatores genéticos e biológicos.

Como lidar

Muito do que foi dito no artigo anterior, sobre TDAH, é válido aqui também. Você pode ler esse texto clicando aqui, mas o resumo é: Antes de olhar para o autista, enxergue a criança que está ali. Com suas limitações, sim, mas uma criança com sonhos, vontades, vitalidade. Trate-a como tal.

Uma característica forte para boa parte dos autistas é a dificuldade em lidar com mudanças. Até eventos simples como ter que sair da cama pela manhã ou ir para a escola podem ser dolorosos para a criança autista. Seguir uma rotina pré-estabelecida é muito importante para elas.

E inserir óleos essenciais nessa rotina, além de uma atividade terapêutica, pode ser também algo lúdico, relaxante, estimulante, dependendo da forma de aplicação e dos óleos utilizados. A inserção da aromaterapia pode ser através de massagem, de uma brincadeira, pode estar no ritual de preparação para sair de casa, ou nos preparativos para ir dormir. Existem muitas possibilidades, e são fantásticos os resultados já relatados.

Presença e clareza de pensamentos

O óleo essencial de vetiver é o primeiro que aparece quando falamos em autismo. Esse óleo essencial é aterrador. Ele incentiva a firmar os pés no chão, perceber o mundo que há no entorno. Além disso ele é capaz de acalmar as pessoas em um ambiente. São características que o tornam ideal para momentos de estímulo e aprendizado.

óleo essencial de sândalo evoca o que chamamos de Clareza Mental. Acredita-se que ele ativa as glândulas pineal – que regula os padrões de sono – e pituitária – que regula outras glândulas e várias funções do organismo como o crescimento. Ele estimula também as amídalas (as do cérebro), que são responsáveis pelas respostas emocionais. O sândalo, assim como o vetiver, tem a função de aterramento, mas ao mesmo tempo amplia a consciência. Também evoca a calma no autismo.

Calma e relaxamento

Há uma série de óleos essenciais que estimulam a tranquilidade. Escolhemos alguns que mais se destacam no aprofundamento do relaxamento com crianças autistas.

O óleo essencial de cedro atlas atua no equilíbrio emocional, e faz isso de várias formas. Fisicamente, no cérebro, promove a disponibilização da serotonina, que é convertida em melatonina, e que permite desfrutar de momentos de tranquilidade e promove o sono restaurativo.

Outro óleo essencial, muito conhecido, que ajuda a relaxar é o de lavanda. Ela tem um poder inigualável de reduzir o estresse e trazer a sensação de aconchego, que é capaz de levar ao relaxamento. A lavanda também acalma estados conturbados e atua em conflitos emocionais de forma delicada e eficaz.

O óleo essencial de camomila romana é extremamente suave, mas incrivelmente potente. Seu poder calmante é capaz de levar a pessoa a níveis profundos de relaxamento, além de promover o bom humor.

E não poderíamos deixar de citar o óleo essencial de lemongrass. Ele emana relaxamento, tem cheirinho de abraço. Traz o conforto da sensação de acolhimento, e pode funcionar muito bem em situações de desconfiança, como a adaptação das crianças na escola. Ele estimula a conexão familiar e a harmonia.

Energia

O óleo essencial de hortelã pimenta traz o frescor necessário para começar bem o dia. Ele é estimulante, revigorante, combate o sono matinal, e pode ser bastante útil com crianças autistas com resistência a sair da cama. Além disse ele estimula a concentração e também tem efeito calmante.

Outro óleo essencial que pode ajudar a trazer mais energia é o de bergamota. A energia promovida por ele ativa a circulação sanguínea. Ele é capaz também de reduzir dores causadas por tensão muscular, relaxando e diminuindo o estresse. Além de tudo isso, é um aroma solar, que desperta a alegria e diminui a predisposição a vícios comportamentais no autismo.

Aplicação dos óleos essenciais

Os óleos essenciais citados aqui podem ser usados como coadjuvantes em situações pontuais ou em um tratamento maior, que vise a mudança de hábitos e o desenvolvimento a longo prazo da criança. No caso de optar por definir um tratamento, escolha um ou mais óleos essenciais de acordo com as necessidades (sugerimos não mais do que quatro), e defina a forma de uso de cada um deles de acordo com a rotina da criança.

Para que o tratamento seja eficiente, e para que a criança não fique estressada com as variações de rotina, é necessário o contato diário com os óleos essenciais. Alguns resultados já são perceptíveis nos primeiros momentos de uso, mas para resultados duradouros é necessário manter o tratamento por dois ou três meses.

Os óleos essenciais podem ser inseridos de várias fomas: por meio de massagens, inalação no banho, no aromatizador de ambiente do quarto durante os preparativos para ir dormir.

Um exemplo de rotina com óleos essenciais: Comece a manhã com um banho morno na criança, e utilize sabonete líquido com óleo essencial de hortelã pimenta. Coloque no difusor pessoal dela uma gotinha do óleo essencial de vetiver, e mantenha-o durante todo o dia. Antes de ir dormir, coloque no difusor de ambiente do quarto da criança quatro gotinhas do óleo essencial de lemongrass com um pouco de água. Se ela ainda estiver agitada, faça uma pequena massagem com um creme ou óleo de massagem preparado com óleo essencial de lavanda nos seus pés ou nas costas.

Como preparar

Siga as orientações, óleos essenciais devem ser manipulados com cuidado. Quantidades maiores do que o indicado podem causar desconforto e dores de cabeça, além de sensibilidade cutânea e respiratória.

  • Massagem: 30g de creme neutro ou óleo vegetal e até 6 gotas de óleo essencial. As massagens nos pés são ótimas, pois mexem com o primeiro chakra, dos instintos. Massagens nas costas são super relaxantes só de imaginar, não é mesmo?
  • Sabonete líquido: 100g de base para sabonete líquido com 20 gotas de óleo essencial. Usar normalmente, e se puder, mantenha a espuma no corpo por alguns minutinhos.
  • Colar difusor: Uma gota de óleo essencial pela manhã é suficiente para um dia inteiro de inalação.
  • Difusor de ambiente: Coloque o difusor na tomada, adicione água até preencher cerca de 2/3 da cavidade, e adicione 4 a 5 gotas de óleo essencial.
  • Inalação no banho: Pingue uma gota do óleo essencial no cantinho do box do chuveiro, antes do banho.

Siga sempre as indicações de aplicação, e nunca use um óleo essencial direto na pele (a não ser que você saiba muito bem o que está fazendo). Não se engane, apenas uma gotinha já é uma dose mais que suficiente.

Você sabia? A Harmonie oferece o curso de Aromaterapia para o autismo – Destinado para mães e profissionais da sáude. Neste curso, Daiana Petry compartilha sua experiência clínica, benefícios dos óleos essenciais de acordo com seus componentes químicos e sugestões de uso de forma segura e eficiente. 

Todos os óleos essenciais indicados nesse texto são considerados seguros para uso doméstico conforme as indicações. Eles estão disponíveis para compra na nossa loja virtual.

 

Referências:

Autismo. Luiz Fujita Jr. Disponível em : <https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/autismo/> Acesso em 01/10/18.

Essential Oils for autism, ADHD, ADD. Disponível em: <https://www.autismparentingmagazine.com/essential-oils-for-autism-adhd-add/> Acesso em 02/10/18

PAULA, C. S.; RIBEIRO, S.H.B.; FOMBONNE, E. et al. Brief report: prevalence of pervasive developmental disorder in Brazil: a pilot study. Journal of Autism and Developmental Disorders. Dez. 2011; 41 (12): 1738–1742.

PETRY, Daiana. Formação em Aromaterapia Integrativa. Material didático reservado ao curso. 2018.

WILLIAMS, T. Evaluating Effects of Aromatherapy Massage on Sleep in Children with Autism: A Pilot Study. Evid. Based. Complement. Alternat. Med. 2006 Sep; 3(3): 373–377.

31 comentários em “Autismo & Aromaterapia

  1. Parabéns pelo artigo, estou estudando bastante sobre os óleos. Tenho um filho autista e quero muito fazer o uso dos óleos nele. Só fiquei com dúvida, pode fazer o uso todos os dias, ou é necessário pausa?
    Muito obrigada por compartilhar.

    1. Oi, Susan.

      Pode usar diariamente. E após um período de 9meses a um ano, é indicado reavaliar a situação, fazer ajustes, talvez trocar alguns óleos essenciais.

      1. Oi Cristiane, tudo bem?
        Eu comprei o óleo vetiver, ontem fiz massagem nos pés do meu filho (1 gotinha com óleo de coco), e hoje coloquei 10gotas no aromatizador elétrico, no horário da terapia. Meu filho autista tem 8 anos e anda muito agitado e agressivo, anda se batendo, tapas e murros no rosto e queixo. Vc acha que o vetiver vai ajudá-lo ou preciso complementar com outros óleos. Fiz uma mistura de 50ml de óleo de amêndoas doces com 10 gotas do vetiver para fazer massagem nos pés dele. Te aguardo ansiosa, obrigada

        1. Oi, Susan. Vetiver é um óleo essencial que trás noção do momento presente. Por isso é tão importante para autistas.
          A diluição das massagens está ok. A do difusor foi demais, podes usar 3 gotinhas só, com um pouquinho de água.

          Pensando na agitação e agressividade, podes adicionar o óleo essencial de lavanda nesse preparo.

    1. Oi, Gracy
      Se os seus 3 óleos essenciais estiverem entre esses que citamos aqui (que são considerados seguros), e forem usados dentro da margem de diluição segura, pode usar eles juntos sim.

  2. Bom dia, tenho uma netinha de 3 anos e 2 meses, desde 1 aninho diagnosticada com Epilepsia, e atraso no desenvolvimento global, não verbal, muito hiperativa, não senta,não se concentra para nada. Não conseguimos a atenção dela para nenhuma atividade, tem momentos de estress às vezes um pouco agressiva morde, belisca, puxa o cabelo da gente. Faz tratamento com neuropediatra, segundo ele , ela tem certas características do Espectro Autista. Mas o que me preocupa é a agitação dele, não parar para fazer as atividades propostas por nós ou em sala de aula pela professora.Este ano iniciou a escolinha para ajudar na integração social, ma s me preocupo às vezes puxa os cabelinhos dos coleguinhas. No normal é super carinhosa, sorridente, uma paixão. São momentos que ela tem de irritação. Então gostaria de saber quais óleos essenciais você me indica usar. Ah! ela adora massagem nos pezinhos. Obrigada.

    1. Oi, Roselaine.
      A aromaterapia surge como uma opção de tratamento bem profundo em questões desse tipo. Ela realmente pode ajudar sua neta.
      Massagem nos pés com OE de vetiver e lemongrass no preparo para ir para a escola. Colar difusor com o vetiver (que ajuda no centramento, na noção de pés no chão, aterramento) também pode ajudá-la muito. A criação de uma rotina com essas aplicações é muito produtiva.
      Mas, para além disso, te indico que faça uma consulta com um bom aromaterapeuta, que irá estudar o caso a fundo e sugerir outras intervenções com óleos essenciais, mais específicas pra ela.

    1. Oi, Mitali. Escolher os óleos essenciais depende das atitudes que ele apresenta.
      Sobre a marca, pode usar aquelas que você confia, que são de óleos essenciais puros, de grau terapêutico. Os nossos, da Harmonie são =)

      Dá uma olhadinha nesses outros dois artigos, eles podem ajudar a te guiar:
      http://harmoniearomaterapia.com.br/blog/criancas-com-deficit-de-atencao-hiperatividade-agressividade-autismo-amenize-de-forma-natural/
      http://harmoniearomaterapia.com.br/blog/autismo-aromaterapia/

      Mas qualquer dúvida volte a perguntar.

  3. Boa noite, Cristiane. Tudo bem?
    Fiquei muito feliz com o tema abordado neste artigo. Estou começando na arte da Aromaterapia e tenho um filho com Síndrome de Asperger. Ele tem 20 anos e atualmente estuda Engenharia Elétrica na Poli. O curso é muito puxado, com aulas de manhã e à tarde. Pensei em dar para ele um frasco de hortelã pimenta, para que ele aspirasse quando sentisse sono, falta de foco, etc. É uma boa ideia? Fiquei muito interessada no O.E. de Vetiver, pois, às vezes, ele fica muito “aéreo”. O colar é interessante, mas duvido que ele use. Dá para misturar os dois em um frasco para que ele leve com ele? Você tem alguma sugestão de como usá-los de forma mais eficaz? Qual seria a dosagem recomendada?
    Um super obrigada,
    Angela

    1. Oi, Ângela. Que bom que te foi útil e inspirador o texto! =)

      Para foco, recomendo o alecrim ou o limão. Acredito que são mais efetivos que o hortelã que falaste. Dê uma olhada se seu filho não tem algum fator contra-indicado para o alecrim. https://harmoniearomaterapia.com.br/oleos-essenciais/15-oleo-essencial-de-alecrim.html

      Sobre uma forma interessante de usar, pensei nesses frasquinhos roll on: https://harmoniearomaterapia.com.br/acessorios/142-frasco-vidro-roll-on-10ml.html?search_query=vidro&results=22&cate=
      Podes diluir 5 gotas do óleo essencial em 10 mL de algum óleo vegetal ou álcool de cereais e colocar nesse frasco. Quando ele sentir a necessidade, é só aplicar nos punhos, atrás da orelha, enfim.

      Sobre misturar, é preciso ponderar. Os momentos em que ele fica aéreo são os mesmos momentos em que ele precisa de foco para estudar? Se sim, ok. Mas acredito que seja melhor ter estímulos diferentes para momentos diferentes.

  4. Olá Cristiane, meus óleos acabaram de chegar. Comprei o Tea tree por ser antibacteriano, meu filho as vezes se morde, tem risadas inapropriadas e tem olhado de lado, li que isso pode ser fungos, principalmente candida. E tem estado bem resfriado. Pensei em colocar ele no difusor pela manhã, que é a hora que ele fica em casa. Antes de ir para escola pensei em fazer a massagem nos pés com vetiver, ele fica aereo na escola, não fica sentado direito na roda e no recreio brinca mais sozinho. Sempre com as mãos no ouvido pelo barulho das crianças. E anoite penso em colocar o lemongrass no difusor para diminuir hiperatividade como indicam no site. Chegaram hj msm e eu já abri, são uma delícia. Enfim, minha dúvida: tá correto assim, ou posso fazer algo com esses 3 p melhorar??? obs: Meu filho tem atraso na fala, só imita nossas falas, tem 4 anos.

    1. Oi, Emanuel.
      Está ótima a forma como pensaste em fazer o tratamento. Juntou bem as necessidades dele com os momentos do dia e os benefícios de cada óleo essencial.
      Na escola ele convive bem? Não estranha e gosta de estar lá? Pergunto porque caso ele tenha alguma questão na adaptação na escola, o lemongrass pode ajudar também, aí podes agregar nessa massagem nos pés antes de ir para a aula.

      1. Oi, fico feliz que comprei tudo de acordo com os sintomas. Ele fica bem sim, entra sozinho, participa de tudo ativamente, sempre se adapta a lugares e pessoas. Viajamos bastante a passeio e é tranquilo. Sem restrição de rotina.Mas a questão da mão no ouvido sempre chama atenção. A terapeuta dele fala que não é sensibilidade ao barulho e sim uma estereotipia msm.

        1. Ah, que bom que ele fica bem na aula.
          De repente mais pra frente podes inserir o óleo essencial de bergamota nesse tratamento. Ele ajuda com esses pequenos “vícios”, em perceber a não necessidade deles. E pode ser usado no difusor pessoal ou na massagem.
          Mas agora para o começo, esses três que escolheste serão ótimos!

  5. Bom dia!!!
    Tenho um filho de 5 anos autista , fala palavras soltas , chora para se comunicar, tem sensibilidade auditiva, na escola por muitas vezes aéreo , poderia me indicar algum óleo para essas características : Comunicação, concentração , sensibilidade auditiva, hiperatividade?

    Obrigada!!!
    Amanda

    1. Oi, Amanda.
      Além desse artigo aqui, bem esclarecedor, temos esse outro que pode ajudar também: http://harmoniearomaterapia.com.br/blog/criancas-com-deficit-de-atencao-hiperatividade-agressividade-autismo-amenize-de-forma-natural/

      Sobre as indicações dos óleos essenciais, o vetiver é um muito completo, e mexe de alguma forma com todas as características que falastes. É um óleo essencial de centramento, de presença, de percepção do entorno. Podes usar a bergamota também, que ajuda na comunicação e concentração.

      É importante também criar uma rotina com a criança, de aplicação dos óleos essenciais, e aproveitar esse momento para fortalecer os laços entre vocês.

  6. Olá…. parabéns pelo estudo e divulgação…sou terapeuta corporal e chegou a pouco uma cliente cujo filho de 8 anos, é autista… já li bastante sobre, porém, ainda não encontrei resposta para….terapia corporal, quentes…. massagem com pedras quentes, velas ou até mesmo, apenas óleos vegetais e essenciais coerentemente elaborados, podem ajudar mais pessoas com autismo?….

    1. Oi, Vagner.
      Todas as terapias que mexam com o corpo podem ajudar, mas desde que a criança se sinta bem com isso. Autistas no geral tem uma tendência de não gostar do toque de outras pessoas, principalmente as que não são do seu círculo de convivência, e forçar isso nunca é bom. Mas caso ele goste, pode ser uma ótima janela para o contato com o mundo.
      Algo que incentivamos é justamente a massagem, normalmente nos pés, mas feita pelos pais ou alguém muito próximo, e fazer com que isso vire rotina, para incentivar essa questão do toque. Para inserir alguém que não seja do círculo familiar, como será o seu caso, acredito que seja necessário um processo de criação de confiança.

  7. Muito bom o artigo Cristiane PARABÉNS.. gostaria de indicação de óleo para minha irmã autista moderado as muito agressiva, não dorme bem, agitada o dia todo. E a maior dúvida como usar esses óleos?

  8. Eu tenho um filho de 11 anos com deficit de atenção sem hiperatividade.
    Tem dificuldades na escola mas muita facilidade e concentracao em games.
    Esquece as coisas logo após ser alertado.
    Como posso ajudá-lo com oleos para ter melhor desempenho escolar, interesse e concentração?
    gostaria de usar em vaporizadores de ambiente e em cremes
    Muito obrigada.

    1. Oi Fabiana, para auxiliar na concentração e proporcionar presença para auxiliar no desempenho escolar sugiro o óleo essencial de vetiver, cedro atlas e louro. Você pode utilizar através de aromatizador ambiental e no creme para massagens sim. 😉

  9. Olá! Tenho dois filhos autistas. Um de 5 e outro de 3 anos. O mais velho sempre foi muito hiperativo, chora bastante e tem ficado agressivo com os colegas em sala de aula. Já o mais novo ainda não fala, e tem pouco interesse no que propomos a ele. Quais óleos você indicaria para nos ajudar a passar com mais facilidade por essa etapa tão difícil?!

Deixe uma resposta