Bergamota: o óleo essencial do bem estar

Se a gente te contasse que umas gotinhas de um certo óleo essencial (OE) têm o poder de te deixar mais otimista, te trazer autoconfiança, acabar com a tristeza e raiva, regular seu apetite e te deixar mais plena e feliz, você acreditaria? Pois é isso que faz o OE de Bergamota.

O OE de bergamota é retirado de sua casca, e como todos os OEs cítricos é responsável por uma sensação boa, traz alegria para quem o inala. Mas ele vai bem além disso.

Autoconfiança

 

O OE de bergamota nos dá segurança pra nos colocar frente aos desafios do dia a dia. Aquela firmeza que falta para uma boa desenvoltura em uma apresentação de trabalho, por exemplo, ou para defender uma ideia polêmica numa roda de amigos.

Esse OE nos dá autoconfiança, trabalha nossos medos. Com eles conseguimos levantar a cabeça e defender nossos ideais, de uma maneira elegante, convicta e alegre.

Otimismo

Aquela coisa de ver a metade cheia do copo. Aprender a ver o lado bom das situações e a buscar soluções favoráveis. Não se trata de um pensamento de conto de fadas ou de Pollyana, é um instinto de se tranquilizar frente aos problemas. É definir o melhor caminho possível, apontar pra ele e iniciar a busca. Simples assim.

E a felicidade vem de braços abertos pra você nesse caminho.

Depressão

Por nos trazer essa dose extra de autoconfiança e otimismo, O OE de Bergamota mexe com nossos medos, frustrações, raiva. Com o tempo vemos que esses sentimentos não são necessários e conseguimos naturalmente nos livrar deles.

Outro ponto importante em que ele trabalha é na depressão. Resgata a pessoa de pensamentos obsessivos e vitimistas e a traz para um ambiente mais otimista, de autoconfiança.

Regular o apetite

Pra todas nós que comemos compulsivamente, que sempre temos que repetir o prato mesmo sem fome, que não resistimos a um docinho. E também pra quem, ao contrário, come menos do que deveria, passa tempos sem comer.

O OE de bergamota regula. Ele trata os problemas alimentares ligados a ansiedade, medo e stress. Sim, um OE que nos deixa magras e conscientes!

Compulsões e vícios

A Bergamota vai além da compulsão alimentar, da regulação do apetite. Ela consegue atuar e amenizar vários tipos de compulsões, como as bebidas, jogos, cigarro, roer unhas. Todas as ações que viram vício, que fazemos já sem perceber, quase que por instinto, podem ser trabalhadas com o uso de bergamota.

Ansiedade

Por trabalhar a ansiedade o OE de Bergamota dá conta de mexer com essas questões de vícios, mas não só isso. Ansiedade maior do que o normal por ter que fazer provas na escola, por exemplo. Ansiedade para uma entrevista de emprego, ansiedade em viagens. Não conseguir dormir por ansiedade pelos compromissos do dia seguinte. A Bergamota é efetiva em cuidar de casos assim.

Cientificamente

Um estudo científico analisou o efeito causado pelo uso de OE de Bergamota na sala de espera de uma clínica médica. Participaram do estudo os pacientes da clínica e seus acompanhantes.

Essas pessoas sentavam-se na sala de espera por 15 minutos, aguardando seus procedimentos médicos, e o local era aromatizado com o OE de bergamota. Ao fim desse tempo, os participantes do estudo eram convidados a responder um questionário e em seguida seguiam para suas consultas. Nesse questionário eles relatavam se durante aqueles 15 minutos tiveram sentimentos positivos (entusiasmo, inspiração, determinação, etc.) ou sentimentos negativos (irritação, medo, estresse, etc.).

O estudo comprovou que as pessoas que ficavam na sala de espera aromatizada com OE de bergamota tinham mais sentimentos positivos do que o grupo que esperava por sua consulta sem esse aroma. O estudo traz evidências da eficácia e da segurança do uso do OE de bergamota para o bem estar mental, e conclui que esse OE pode ser usado como complemento para os tratamento de saúde mental, trazendo bem estar sem efeitos colaterais.

Não é pouco, né?

Como usar o OE de Bergamota

Se você se identificou com algum desses casos que enumeramos aqui e gostaria de fazer uso desse OE fantástico, Daiana Petry dá a dica:

Existem várias formas de aplicação de um OE para uma pessoa ou um ambiente. Nesse caso te indicaremos três jeitos diferentes de obter os benefícios da bergamota:

 

Spray de ambiente

Use 100mL de base de perfume e adicione 30 gotas do OE de bergamota. Borrife no ambiente duas ou três vezes por dia.

Difusor elétrico de ambiente

Coloque no difusor 5 gotas de OE de bergamota com um pouquinho de água.

Difusor pessoal

Uma gotinha do OE no seu colar difusor todas as manhãs.

ATENÇÃO: O OE de bergamota, assim como todos os cítricos, apresenta fotossensibilidade, ou seja, ele queima a pele se exposto ao sol. Cuide para que ao pingá-lo no difusor pessoal ele não encoste na sua pele.

Os óleos essenciais são incríveis, né? Resolução de mil questões, de forma natural, tranquila e sem grandes custos. Cabe a nós conhecê-los e usá-los de maneira segura e com sabedoria.

Encontre o OE de bergamota e muitos outros aqui na loja virtual da Harmonie.

O artigo:

HAN, X. et al. Bergamot (Citrus bergamia) Essential Oil Inhalation Improves Positive Feelings in the Waiting Room of a Mental Health Treatment Center: A Pilot Study. Phytotherapy Research. DOI: 10.1002/ptr.5806, 2017

17 comentários em “Bergamota: o óleo essencial do bem estar

    1. Oi, Cristina. Dá uma passeada aqui no nosso blog, temos bastante material publicado sobre os óleos essenciais. E se tiver alguma dica de postagem, pode nos falar também =)

  1. Estou fazendo a jornada da libertação com a Dai lá no Youtube. Me senti muito bem com os todos os óleos propostos, principalmente o de Eucalípto, que me trouxe muita inspiração e momentos lindos. Estava muito louca pra chegar logo a vez do Bergamota. Amo o cheirinho mas fico extremamente irritada, impaciente e nervosa usando esse óleo 🙁 porque será ? Obrigada por suas publicações e ajuda!

    1. Oi, Luana. Que bom que está fazendo a jornada da Libertação =)
      É um processo muito bonito!

      Sobre a bergamota, vamos pensar em algumas possibilidades.
      Esse é um óleo que raramente causa algo ruim. Ele é muito solar, extrovertido, energizante, alegre.

      Talvez ele possa estar te trazendo energia demais. Se já és uma pessoa elétrica, ele pode estar levando essa característica para um nível mais hard. Ou, se estás num período mais quieto, calmo, ele pode estar tentando te tirar da zona de conforto, e isso causa um sofrimento. Talvez tenhas passado por traumas, e esse óleo está mexendo com isso, talvez algo que nem queiras trazer à tona, e ele vai revirando os sentimentos.

      Possibilidades. Sem a gente se conhecer fica mais difícil tentar achar os motivos. Mas pense nisso, veja se algo aqui do que falei faz sentido. E depois conta! =)

  2. Olá, boa tarde!

    Estarei iniciando meu tratamento com óleos essenciais e comprei Bergamota e Cedro. Minha dúvida é se posso usar uma gota de cada ao mesmo tempo no difusor pessoal. Agradeço desde já

    1. Oi, Cauê.
      Com esses dois óleos essenciais em específico, podes usar dessa forma, uma gota de cada no difusor todos os dias.
      Vários outros óleos essenciais não são possíveis de fazer isso, então estude essa questão se mais pra frente for mudar os óleos do tratamento.

      Se achar muito forte isso de colocar uma gota de cada, podes juntar os dois em proporções iguais em um frasquinho com gotejador, e assim consegues aplicar uma gota somente.

    1. Tratamentos diários com certos óleos essenciais, a longo prazo podem trazer complicações para os rins e fígado. Não é o caso da bergamota. Mas mesmo assim, evite o uso intensivo por mais de 3 meses seguidos.

Deixe uma resposta