Diluição de óleos essenciais: Prepare formulações eficientes e seguras com eles.

Óleos essenciais (OEs) são substâncias extremamente complexas, carregadas de princípios ativos, e é necessário que seja feita uma diluição para usarmos eles na nossa pele. Primeiro porque na maioria das vezes não conseguiríamos absorver todos os benefícios trazidos por uma quantidade muito grande do OE (e essa quantidade grande pode ser uma gota!), e acabaríamos desperdiçando essa matéria-prima tão preciosa. Outro motivo é a possibilidade de irritação e alergias provocadas pelos OEs, que é uma possibilidade grande quando não se respeita as diluições seguras.

O desafio então é fazer um preparado que tenha uma quantia de OE mínima suficiente para que seja eficiente e ao mesmo tempo uma proporção segura, que evite reações alérgicas e sensibilidades.

Falando novamente porque esse é um ponto crucial: OEs são extremamente puros e formado por moléculas com princípios ativos que atuam muito fortemente no nosso corpo. Não menospreze seu poder. Provavelmente você verá receitas na internet que indicam quantidades maiores de OE, siga a sua consciência de escolha. Maiores quantidades nem sempre levam a melhores resultados, até porque nosso corpo possui limites em relação à possibilidade de assimilação dos componentes. As quantidades descritas aqui são as utilizadas na Harmonie e trazem os melhores resultados já observados.

Quantidades indicadas de OE

Em tratamentos com OE aplicados na pele, trabalha-se com a observação do local que vai receber a aplicação. E de acordo com cada um desses locais, e também dependendo da sensibilidade da parte do corpo, da necessidade ou não de um tratamento intensivo, define-se a proporção de OE utilizada, e se faz a diluição.

Como fazer a diluição

O primeiro passo é escolher a base que irá usar (creme neutro, gel neutro, óleo vegetal, shampoo neutro, etc.). Para isso é necessário observar fatores como o benefício que se espera do produto, o local a ser aplicado e o tempo de contato necessário.

Se a base escolhida for sólida ou semissólida, use um recipiente de vidro ou cerâmica muito limpo para fazer a mistura. Caso sua base seja líquida, é possível adicionar os OEs diretamente no frasco escolhido, agitando a mistura após a adição. Isso é o básico da diluição.

Mas é preciso ser muito criterioso nas quantidades! Uma convenção básica que usamos na aromaterapia é a de que 1mL de OE equivale a 25 gotas. A partir disso podemos usar a famosa “regra de 3” e saber exatamente quantas gotas de OE precisamos em nossa preparação.

Exemplo 1

Digamos que você vai preparar 30mL de um creme para o rosto com óleo essencial de gerânio.

Para a área do rosto, como vimos, a porcentagem de OE utilizada é de 0,5%.

Segundo a regrinha então, montamos a equação da seguinte forma:

30mL (quantidade do creme) ——- 100% (da formulação)

X (quantidade de OE) —————– 0,5% (da formulação)

Multiplicamos os termos na diagonal:

30mL * 0,5% = 100% * X

15mL% = 100%*X

X = 15mL% / 100%

X = 0,15mL

Essa é a quantidade de OE, em mL, que devemos adicionar ao creme.

Agora fazemos outra continha como essa para descobrir quantas gotas são equivalentes a esses 0,15mL.

Sabemos que 1mL é equivalente a 25 gotas.

1mL —— 25 gotas

0,15mL ———– X

Multiplicamos os termos diagonais:

0,15mL * 25 gotas = 1mL * X

3,75mL*gotas = X*1mL

X = 3,75mL*gotas / 1mL

X = 3,75 gotas

Como não é possível dividir as gotas, precisamos arredondar esse resultado. Você decide se quer adicionar 3 ou 4 gotas. Lembrando que o produto será usado no rosto, que é uma área muito sensível.

Exemplo 2

É o mesmo caso, manipulação de um creme para o rosto com gerânio. Mas aí você resolve adicionar um outro OE, palmarosa, digamos. Como fazer?

A quantidade final de OE será aquela mesma calculada anteriormente, 3 ou 4 gotas. A questão agora é estudar os benefícios e precauções necessárias dos dois OEs e decidir se quer colocar quantidades iguais de cada um, se um deles merece mais destaque com quantidade maior, ou ainda se algum deles precisa ser adicionado em menor quantidade por causar irritação ou por ser tóxico.

Nesse exemplo, a palmarosa deve ser usada em quantidades bem pequenas, por ser irritante à pele em maiores proporções.

Então resolvemos o creme do nosso exemplo assim:

30mL de creme base neutro

2 gotas de OE de gerânio

1 gota de OE de palmarosa

Uma formulação segura, com diluição correta, que não irá irritar a pele, e que trará resultados positivos para o rosto.

Lembre-se de que, no uso dos óleos essenciais, menos é sempre mais. Os OEs são incríveis, ajudam mesmo. Mas é preciso ter muita responsabilidade no uso.

Esperamos que esse texto tenha lhe esclarecido em relação aos cálculos e cuidados que devemos ter na hora de diluir nossos OEs para utilização.

Os óleos essenciais da Harmonie, 100% puros, e vários outros produtos você encontra em nossa loja virtual.

É dessa forma que você faz os cálculos de diluição? Conhece outro método? Conta pra gente.

59 comentários em “Diluição de óleos essenciais: Prepare formulações eficientes e seguras com eles.

    1. Isso, nos perfumes se usa mais quantidade de óleo essencial para uma mesma quantidade de álcool. Isso porque se quer deles muito mais os aromas em si do que nos tratamentos aromaterápicos.

    1. Camila, depende do tipo de perfume, o uso. Se é pra ser mais terapêutico, se é só pelo cheirinho, se a construção de OEs para a fixação foi bem feita… Vários fatores.

      Dá pra usar de 3% até 12% ou mais. Comece com o mínimo e vá percebendo.

  1. Olá, para manipular os óleo, primeiro não entendi o que é , Os , outra coisa se uma cliente chegar e pedir um óleo manipulado, ela tem insônia anciedades nervosa compulsiva em comer….tem como manipular tudo pela matriz de cada item que ela me pediu.

  2. Quero usar oleo essencial no meu bebe o de lavanda e o Melaleuca, tenho 50ml de oleo vegetal de amêndoa, quantas gotas uso de cada para 50ml?e posso deixar essa solução pronta para não precisar fazer todos os dias?

    1. Oi, Régia.
      Com bebês tudo depende muito, e deve ser bem planejado.
      Se ele tiver menos de dois meses, nada de óleos essenciais.
      Até os seis meses, evite. Use só em casos pontuais, ou pra tratar algo muito específico. Sempre bem diluído e evitando o contato direto com a pele.

      Depois dos seis meses dá pra começar a pensar em usar assim com um pouco mais de frequência. Mas te pergunto, qual o objetivo com lavanda e melaleuca?
      A lavanda é ok, ajuda no sono, espanta mosquitos, etc. Poderias usar 5 gotas do OE de lavanda nesse frasco de 50mL, isso usando SÓ a lavanda.

      Melaleuca seria mais para usos pontuais, um fungo, tal. A não ser que tenhas um grande motivo para usa-lo, recomendo que deixe só a lavanda com o óleo de amêndoas. Seria algo mais do uso diário, para fazer massagens, usar como repelente, acalmar a pele, enfim.
      E o óleo de melaleuca deixe para casos pontuais.

  3. Bom dia, eu fiz uma receita pro cabelo porem era pra mim comprar o óleo vegetal e não o essencial, como eu nunca tinha ouvido falar desse óleo comprei o essencial achando ser igual. E na receita que fiz vai 150ml de óleo de Coco, 2 tampinhas de óleo de babosa e 2 tampinhas de óleo de alecrim (esse foi que comprei errado, era pra ser vegetal)
    Fiz a receita porem depois soube que esse óleo essencial era terapêutico e pesquisei sobre ele , foi aí que descobri a diferença dos dois. E pelo meus cálculos, devo ter colocado nessa receita quase 8ml do óleo essencial. 🙁
    Deve ter ficado super forte né? Eu iria usar essa receita no cabelo. Mas agora fiquei.com medo de usar, pois fora o risco que corro de não me fazer bem Pelo excesso, eu amamento uma bebê de 1 mês e meio. Vc me aconselha a fazer oq com essa receita, não queria ter que jogar fora:(
    Agradeço muito pela sua resposta.

    1. Oi, Karina.
      Sim, ficou muito forte!!
      Ainda mais se estás amamentando, esse é um óleo essencial contraindicado para o período de lactação.
      Pelas minhas contas o seu preparado está com 5% de alecrim, quando, para o uso seguro no couro cabeludo de uma pessoa NÃO-LACTANTE deveria ser de 0,5%. Estão está 10x mais concentrado do que deveria!!

      Pra aproveitar essa preparação você pode fazer assim: Junte uma parte desse preparado a 9 partes de mais óleo de coco, ou outro óleo vegetal, e misture bem. Mas use só depois de parar de amamentar, isso pode ser bem sério.

  4. Boa Noite! Gostaria de diluir OE Lavanda em OV Girassol, para prevenção e tratamento de assadura na minha filha de 15 meses. Essa indicação é correta? E há alguma especificação para o óleo vegetal de girassol que devo usar? procurei na farmácia, há várias opções e fiquei confusa…
    Obrigada, desde já

    1. Oi, Karina. Está ótima essa formulação.
      Procure no rótulo do óleo vegetal de girassol se a composição dele é unicamente óleo de girassol. Não pode ter nenhum óleo mineral ou outro ingrediente qualquer.
      Veja também se encontra alguma indicação de que ele tenha sido extraído a frio, sem uso de solventes. Dessa forma ele conserva os antioxidantes e vitaminas naturais da planta.

  5. Olá, para produção de sabonetes artesanais medicinais, usando a base glicerinada vegetal de 1Kg, quantas gotas de óleo essencial poderiam ser usadas? Obrigada.

    1. Oi, Luciana. Entre 2 a 3%, o que daria cerca de 30mL por kg de base. Mas tenha em mente que para uso terapêutico dos óleos essenciais, a base não é a melhor opção, por aquecer os óleos.

  6. Olá bom dia, eu estou começando na área x sabonetes vegetais c óleos essenciais, e argila, estou estudando bastante sob tudo isso, estou amando de verdade, os óleos essenciais são medicinais e maravilhosos, meus sabonetes 150gms, uso uma gota no final do preparo, está correto???

    1. Oi, Rita. Ah, é um caminho lindo esse das descobertas, né? E sem volta, hahaha.

      Sobre seu sabonete, é pouca a quantidade de óleo essencial que estás usando, para um tratamento terapêutico. Para 150 gramas, uma proporção de 2% (indicada para os sabonetes), seria algo como 3g de óleos essenciais, ou 60 a 75 gotas.

  7. Boa tarde.
    Comprei bases neutras em gel e creme para preparar, com óleos essenciais.
    Quero fazer um creme para o rosto de Rosa damascena 10% + lavanda e o gel de lavanda + Tea Free. A quantidade de gotas vai ser a mesma que você descreveu acima? O fato do OE de Rosa ser de 10% altera alguma coisa? Se puder me responder eu agradeço desde já.

    1. Oi, Marcelle.
      Sim, use essas diluições como base para as suas preparações, de acordo com o objetivo de cada uma.
      O óleo de rosas a 10% é um caso específico mesmo. Na teoria, podes colocar 10x mais dele. Então em um creme, por exemplo, em que colocaria 6 gotas totais de OEs, podes colocar as três gotas da lavanda, e até 30 da rosa. Porém esse valor parece bem alto, já que a rosa é um aroma bem expansivo (e caro!). Indico, ainda nesse exemplo, colocar umas 5 gotas dela, misturar bem e avaliar a necessidade de adicionar mais.

  8. Olá Cristiane! tentei fazer alguns perfumes naturais com óleos essenciais e percebi que nem todos se dissolvem no álcool. Você sabe porque?

    1. Oi, Julio.
      Sim. Há alguns óleos essenciais com % grandes de resinas, cujas estruturas químicas não são compatíveis com a do etanol. E aí só parte do óleo essencial é dissolvido.
      E outros óleos, como a copaíba, que são oleorresinas. Eles tem moléculas que o definem como óleos essenciais, como os terpenos, mas também possuem moléculas de resinas e alguns triglicerídeos, moléculas de óleos vegetais. E nesse caso não adianta chacoalhar, aquecer, que não vai diluir mesmo.

    1. Oi, Sílvio.
      Para dor aguda, em pontos específicos, podes usar 1%.
      Já para massagens em grandes extensões do corpo, use 0,5%.

  9. Olá, gostaria de uma loção capilar com OE de alecrim, mas sem óleo vegetal pq é para o couro cabeludo, poderia ser algo como uma solução hidroalcoolica ou misturar no próprio minoxidil? Oq vc me sugere?

  10. Olá, vou preparar meu óleo essencial de lavanda no óleo vegetal de Coco para massagem a ser feita em trabalho de parto. Sigo a proporção de 1% como está na tabela acima (sugerida para massagens em geral)?

    1. Oi, Vanessa. Pode usar 2% no máximo, especialmente para o trabalho de parto. E, dentro dessa %, pode adicionar a sálvia esclareia, que reduz a ansiedade, induz euforia e alivia medo e tensão.

  11. Olá, Cristine.
    Tenho cistites recorrentes, as vzx que antecedem a candidíase, sou amante dos o.e. tenho uns 16. Ontem antes de dormir quando fui pingar uma gota de tea três,caiu 3 gotas na calcinha e eu usei,no dia seguinte tô sentindo uma sensibilidade diferente lá dentro sabe,tipo na bexiga uretra, acho que foi o excesso, existe algum só que eu possa usar pra tipo acalmar? Acho que causei irritação. Outra pergunta, posso fazer uma sinergia a 0,5 ou 1% de o .e pra usar no absorvente interno quando sentir que a cistite ou infecção por candidíase vai atacar? Quais ela usar, e se posso utilizar o óleo de semente de uva (de uma boa marca) como carreador, molhar a ponta do absorvente interno e usar antes de dormir? Desde já agradeço. Você é demais!

    1. Oi, Suzana. Obrigada pelo carinho. Bom saber que nosso trabalho aqui faz diferença. =)

      Com certeza o que aconteceu aí foi uma superexposição ao OE de teatree. A mucosa vaginal é muito sensível, e essa sensibilidade aumenta ainda mais quando há uma desestabilização como a cistite ou a candidíase. Nós nem recomendamos esse uso do teatree na calcinha, apesar de se bem difundido, muitas mulheres desenvolvem sensibilidades sérias a ele quando aplicado dessa forma. Mas, bom, parece que usas a bastante tempo e até então não tinha desenvolvido nenhum efeito colateral. A dica é então aquela dos ginecos, dormir sem calcinha. Pra ventilar a região e não ser um ambiente tão propício para o desenvolvimento das bactérias cândida. O Tea tree, podes aplicar essa gota na calcinha de noite, e dormir sem ela, deixar o óleo dar uma evaporada até a manhã seguinte, para então vestir ela.

      Para acalmar essa reação interna, o melhor remédio é o tempo, em poucos dias já deves sentir um alívio da sensibilidade. Caso tenha alguma sensação mais forte, vá a um médico.

      Sobre a ideia de aplicar internamente, não te recomendo isso. A chance de uma reação como essa que aconteceu agora é muito grande, e a queimadura de contato pode surgir também. O OE, mesmo diluído, age de forma diferente nas mucosas.

      Uma ideia legal para controlar cistite e candidíase é um sabonete íntimo, de base natural especial para a adição de OEs:
      Em 100mL de sabonete líquido
      3gt Bergamota
      3gt Teatree
      4gt Lavanda.

      Já para as crises de cistite, compressas quentes com óleos essenciais são ótimas aliadas.
      P/ 30g de base (óleo vegetal, gel, …)
      2gt camomila romana ou lavanda
      3-5gt gengibre

      No campo da psicossomática, a cistite tem a ver com o medo de se expressar, e com aflições que diminuem a imunidade. Vale olhar para isso também. A bergamota no difusor pessoal pode auxiliar nesse caso.

      Nossa… deu quase um artigo já essa resposta. hahhaha.
      Qualquer dúvida entre em contato novamente.

  12. Olá! Gostaria de fazer o curso de cosmetologia utilizando os oleos essenciais. Vi que vocês tem um curso a respeito, e queria saber quantas horas é esse curso, qual o tipo de avaliação, se é oferecido receitas com as diluições que se deve fazer? Obrigada.

    1. Oi, Daniele.
      Temos o curso na versão presencial e online.
      Em ambos os casos, há primeiro o entendimento das fórmulas básicas, fabricação de cremes, géis, pomadas, etc. E depois aprendemos a usar os óleos essenciais para cada finalidade, as diluições necessárias e combinações que podem ser feitas para transformar os cosméticos em produtos terapêuticos.
      O presencial é um dia inteiro, intenso e com muito conteúdo teórico e prático.
      O curso online permite que estudes no teu tempo, recebes em casa o kit com todo o material para as primeiras produções, tem videoaulas que ensinam as fórmulas e as técnicas, e algumas aulas ao vivo com a Daiana para tirar dúvidas.
      No link tem mais detalhes: https://harmoniearomaterapia.com.br/cursos/215-curso-de-cosmetologia-online.html?search_query=cosmetologia&results=17&cate=

  13. Olá, comprei um OE de Camomila Romana diluído a 10%. Como ele já é diluído não sei como usar. Quero para o meu bebê de 1 ano e meio que é muito ansioso e inseguro. Tem o sono péssimo, dificuldade para voltar a adormecer quando desperta, muito impaciente. Comprei OE Vetiver, lavanda, laranja doce, manjerona, todos 100% puros.E depois esse Camomila Romana que é diluído.
    Pode me ajudar ?

    1. Oi, Tássia.
      Podes fazer um preparado com óleos essenciais em uma base de óleo vegetal, para fazer massagem no filhote antes de dormir, ou depois do banho, para incentivar a tranquilidade e um sono mais calmo. Em 50mL do óleo vegetal, coloque duas gotas do OE de laranja doce, duas gotas do OE de lavanda e 10 gotas da camomila romana 10%.
      Outra possibilidade legal é aromatizar o quarto. Quatro gotinhas do OE de lavanda no aromatizador de ambiente irão estimular uma noite de sono tranquilo.
      Manjerona ajuda também, mas deixaria para um segundo momento.
      Podes investir também no lemongrass, que dá suporte para a insegurança, traz acolhimento.

  14. Estou interessada em adquirir o OE do sempre viva immortelle diluído à 10% e queria orientação de quantas gotas usar para 30 gr de creme e 200 ml de OV. Tenho a pele madura .

    1. Para 30g de creme, use 30 gotas do OE
      E para os 200 mL de OV, pode usar 100 gotas do OE. Uma diluição maior em função de que esse OE é bem potente, e em óleo vegetal dispersa bem.

  15. Boa tarde! tenho um oleo vegetal de rosa mosqueta 10ml , quantas gotas de oleo essencial de lavanda posso colocar no vidro para diluir e usar no rosto ? Obg

  16. Oi bom dia, tenho OE de bergamota, gostaria Pfavor, saber : para óleo corporal 100ml de carregador quantas gotas coloco de OE, esse óleo e para permanecer no corpo,não é para massagem, e se posso usar tb no vidrinho rollon de 8ml, e também gostaria de saber para perfume de 50ml , já tenho a base pronta para perfume, gostaria de saber quantas gotas de OE coloco, e se posso usar também no vidrinho de rollon , muito obrigada pela atenção.

    1. Oi, Sandra. Veja se seu óleo de bergamota é LFC, livre de furanocumarinas. Caso não seja, ele é fotossensibilizante, pode queimar a pele em contato com o sol. Então seu uso fica somente para locais do corpo que não fiquem expostos.
      Para 100 mL de óleo vegetal use 20 gotas de OE.
      Pode usar no roll-on, para 8mL de óleo vegetal podes colocar até 3 gotas do óleo essencial, já que o uso é mais pontual.
      Para 50mL de perfume, podes usar cerca de 15 gotas de OE, mas só a bergamota não terá fixação, e seu perfume logo vai evaporar. É necessário adicionar notas básicas, como as madeiras e resinas, para mante-lo por mais tempo.

      Mas, de novo, certifique-se que esse óleo essencial de bergamota é livre de furanocumarinas.

  17. Olá, Cristiane!
    Na loja virtual, nas informações do OV de Rosa Mosqueta, há exemplos de formulações para manchas de pele que sugerem uma concentração de OE a 1% e 1,5%. Isso não é para o rosto, certo?
    Estou querendo preparar um óleo pra manchas causadas por atrito, mas no rosto. Pensei em usar o OV de Rosa Mosqueta com OEs de Palmarosa, de Olíbano e de Patchouli, você acha que essa combinação é boa pra esse tipo de mancha? Considerando que é para o rosto, está certo eu diluir 1 gota de cada OE diretamente no frasco do OV de Rosa Mosqueta de 30 mL?
    A propósito, quando a gente dilui só na hora de usar é melhor ou não faz diferença em relação a diluir antecipadamente e guardar?
    Agradeço desde já e aproveito pra dizer que suas respostas são sempre muito esclarecedoras e demonstram que você realmente lê e entende exatamente qual é a dúvida, isso é raro!

    1. Oi, Andreia. Obrigada pelo elogio =D
      Boa observação, essa diluição foi planejada para o corpo, mas faltou essa sinalização lá no texto. Para o rosto, podes usar menos da metade das gotinhas. Em 30 mL de Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta, 1 gota de Óleo Essencial de Palmarosa, 2 gotas de Óleo Essencial de Pinho e 1 gotas de Óleo Essencial de Hortelã Pimenta.
      Não entendi bem o que seriam as manchas causadas por atrito, mas os OEs que citastes são ótimos. Gosto muito do patchouli presente nesses séruns, já que ele vai profundamente regenerando os tecidos. Se você não faz questão do efeito anti-aging do olíbano, poderias substituí-lo pelo hortelã pimenta, acredito que ele pode ajudar mais nessas cicatrizações.
      Pode sim, colocar uma gotinha de cada OE diretamente no frasco.
      E não tem problema preparar com antecedência, deixar o frasquinho lá por semanas. Os óleos essenciais formam uma sinergia com o óleo vegetal, e a durabilidade deles não diminui por estarem juntos.

      1. Obrigada, Cristiane!
        Um exemplo bem comum de mancha causada por atrito é aquela que aparece na parte interna das coxas, quando elas se roçam (pele a pele) com o andar. Tem uma inflamação e um escurecimento.
        Eu pensei nesses três OEs porque estou amamentando e não encontrei contra-indicação pra eles, é isso mesmo? A Hortelã Pimenta é contra-indicada, né?

        1. Oi, Andreia.
          O fato de estares amamentando vai determinar completamente o tratamento. Precisamos garantir a segurança sua e do bebê.
          Nesse período, indico usares apenas o patchouli, que é um óleo essencial muito seguro. Em 30mL de OV de rosa mosqueta, 3 gotinhas do OE de patchouli. Ele vai regenerando, trata profundamente e já perceberás a diferença.

          A receitinha com palmarosa e olíbano ou hortelã, deixe para depois desse período. Os óleos essenciais são facilmente absorvidos pelo nosso organismo, e uma parte deles irá passar para o bebê através do leite. E o sistema imunológico e metabólico dele ainda é frágil para processar a maior parte dos componentes desses óleos.

    1. Oi, Camila.
      Podes usar óleo essencial de pinho e de limão (pode ser o siciliano ou o tahiti).
      Em 30mL de óleo vegetal de semente de uva, semente de maracujá ou de coco, adicione 2 gotas de óleo essencial de pinho e 2 gotas de óleo essencial de limão. Faça massagem no peito e no alto das costas (não aplique na região dos rins).

  18. Cristiane a suas respostas são muito esclarecedoras, eu comecei agora o uso dos OEs e estou amando, estou pensando em fazer uma mistura de óleo de coco fracionado com melaleuca e olíbano para o rosto. O que você acha dessa mistura? Obrigada

    1. Oi, Nadijara. Obrigada =D

      Essa formulação que pensaste pode ser bem útil, dependendo do seu objetivo.
      Se sua pele for mais oleosa, o óleo de coco pode ficar muito pesado.
      Use, para 30g de óleo vegetal, 1 gota de óleo essencial de melaleuca e 2 gotas de óleo essencial de olíbano. Ajuda a retirar manchas, normaliza a cor da pele, combate acne e ajuda a firmar a pele.

    1. Oi, Natália. É preciso que seja uma base neutra.
      Os cremes comuns já tem seus princípios ativos, que podem interagir negativamente com os óleos essenciais. Além disso, podem conter óleo mineral, silicone, e outros petrolatos, que impedem a absorção do óleo essencial.

      Como alternativa, podes usar um óleo vegetal de boa qualidade para diluir os óleos essenciais.

  19. Meu filho tem 3 anos e 1 mês pesa 15kg. Quero começar a usar alguns óleos doterra com o óleo de coco fracionado. Como faço? Qual a proporção?

    1. Oi, Karine. Para óleos vegetais, como o de coco, não há restrição.
      Já para os óleos essenciais, recomendamos usar essa tabelinha de diluição como base. E expor o mínimo possível a criança aos OEs, use realmente quando necessário.

Deixe uma resposta