A Empresa Harmonie Aromaterapia criada por Daiana Petry, é a realização de anos de pesquisa e paixão pela Aromaterapia.

Nossa missão é oferecer óleos essenciais e vegetais 100% puros e naturais, trazendo assim para perto de você com um atendimento de excelência a natureza e com ela seus inúmeros benefícios, proporcionando saúde e bem estar.

Nossos valores estão fundados na ética, respeito, qualidade, conhecimento, valorização da natureza e responsabilidade social, Considerando sempre o indivíduo de maneira única.

O que é AROMATERAPIA?

A aromaterapia é a ciência que utiliza substâncias naturais, extraídas de plantas aromáticas a fim de estimular o bem-estar geral do indivíduo e do meio em que vive. Os óleos essenciais que são usados na aromaterapia são verdadeiramente integrativos no sentido de que podem exercer um poderoso efeito positivo sobre a mente, o corpo e o espírito.

A Aromaterapia NÃO é o emprego de aromas agradáveis (essências).

Cuidado: ÓLEOS ESSENCIAIS são extraídos de várias partes da planta como raízes, cascas, sementes, folhas, flores etc. Possuindo assim uma complexa mistura de componentes químicos que juntos criam um rico potencial terapêutico que pode ser utilizado para benefício e manutenção da saúde, muito diferente das ESSÊNCIAS sintéticas comumente encontradas no mercado, que não possuem propriedades medicinais comprovadas e muitas vezes causam reações alérgicas.

AS ORIGENS DA AROMATERAPIA

A Aromaterapia como é praticada hoje tem suas origens na antiguidade, através de povos como egípcios e gregos.
Há mais de 6 mil anos os egípcios já conheciam o poder das substâncias aromáticas e suas influências sobre a saúde do corpo, mente e espírito. Eles faziam maceração de plantas, obtendo óleos para massagens e para os cuidados com a saúde.
Foram os egípcios que compilaram a primeira farmacopéia que se conhece e apesar de sua medicina ser impregnada de religiosidade e magia, eles possuíam um pensamento empírico, ou seja, usavam os óleos essenciais a partir de experiências e do acúmulo de resultados práticos.
No início do século XVI, Paracelso, um médico suíço, considerado o pai da Farmaquímica, estudou a extração do que chamou “alma dos vegetais”, recebendo posteriormente o nome de óleo essencial.

Mas o estudo do uso terapêutico só ocorreu em 1928, quando o químico francês René-Maurice Gatefossé acidentalmente percebeu que um óleo de lavanda ajudou na cicatrização de uma queimadura. E desde então, começou a estudar os benefícios da aromaterapia nos processos de cura. Ele usou óleos essenciais para tratar soldados durante a Primeira Guerra Mundial. Jean Valnet ex-cirurgião militar francês inspirado no trabalho de Gateffosé usou os óleos essenciais nos tratamentos na Segunda Guerra Mundial após descobrir suas propriedades regeneradoras e anti-sépticas. Marguerite Maury, uma bioquímica, que criou a noção de Aromaterapia como é praticada HOJE.

 FORMAS DE UTILIZAÇÃO

Massagem, compressas, inalação, banhos, sprays, shampoo e condicionador de cabelo, cosméticos, difusor pessoal e ambiental.

 FORMAS DE ABSORÇÃO

* Pele: Os óleos essenciais penetram na pele pelos ductos das glândulas sudoríferas e ao redor das células mortas da camada externa da epiderme. Posteriormente, serão gradualmente liberados para a derme, conseqüentemente para a corrente sanguí­nea atingindo todo o corpo.

* Olfato: A administração dos óleos essenciais por inalação, além de bastante segura,é talvez o canal mais eficiente para atingir o sistema nervoso central. Portanto, tem maior rapidez para provocar efeito relaxante ou estimulante que outros métodos. O Olfato é o único sentido que possui ligação direta com o cerébro, atingindo assim regiões responsáveis pelas sensações de prazer, sofrimento, emoções, controle de comportamento, funções vegetativas entre outras.


Topo